ANÁLISE AGROLINK

Soja despenca com relatório do USDA

Um mercado sem fortes oscilações é esperado nos próximos dias
Por: -Leonardo Gottems
288 acessos

O preço da soja na Bolsa de Cereais de Chicago registrou na quinta-feira (09.11) baixa de 13,50 centavos de Dólar no contrato de Janeiro/18, fechando em US$ 9,85 por bushel. Os demais vencimentos em destaque da commodity na CBOT também fecharam a sessão com desvalorizações entre 12,75 e 13,50 pontos.

Após uma semana de gradativas altas, o mercado norte-americano registrou perdas generalizadas nas principais cotações dos futuros, pressionado pelo novo relatório do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). Há também em curso um movimento de liquidação de posições por parte dos fundos.

“Agora o mercado possui menos interesse na safra norte-americana e começa a se focar nas condições climáticas para a América do Sul. Reajustes nos números de produtividade da soja dos EUA ainda deverão ser observados nos próximos relatórios, entretanto a especulação necessitará de alguma intempérie climática de grande escala no Brasil ou na Argentina para voltar a dar recuperação e sustento nos preços aqui em Chicago”, aponta a Consultoria AgResource.

Os analistas da ARC afirma que algumas variáveis, tais como: importação mundial da soja, exportações norte-americanas e condições de desenvolvimento da safra sul-americana, deverão fazer parte, cada vez mais, da composição dos preços da CBOT, de acordo com que nos aproximamos do fim de 2017: “Um mercado sem fortes oscilações é esperado nos próximos dias sem nenhuma novidade meteorológica para o Brasil, o que até agora está dentro das normalidades”.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink