Soja fecha em leve alta pelo 6º dia em Chicago
CI
Imagem: Divulgação
MERCADO

Soja fecha em leve alta pelo 6º dia em Chicago

“O otimismo do lado da demanda acrescentou suporte, com importantes volumes esperados para o relatório de amanhã"
Por: -Leonardo Gottems

Na Bolsa de Chicago, a soja fechou em leve alta pelo 6º dia consecutivo pro otimismo com a demanda, de acordo com o que nos informa a TF Agroeconômica. “O contrato de soja para maio22, mês de referência para a comercialização da soja brasileira, em grão fechou em forte alta de 1,75% ou 30,0 cents/bushel a $ 1746,50. A cotação de maio23, que já está sendo negociada no Brasil, fechou em alta de 0,43%, ou $ 6,50 cents/bushel a $ 1504,75. O contrato de farelo de soja fechou em alta de 1,64% ou 7,6/ton curta a $ 472,0 e o contrato de óleo de soja fechou em alta de 0,81% ou $ 0,65/libra-peso a $ 80,86”, comenta.

“O otimismo do lado da demanda acrescentou suporte, com importantes volumes esperados para o relatório de amanhã. Foco no plantio nos EUA e evolução das temperaturas no Centro-Oeste. O Ministério da Agricultura da China informou que espera um aumento de 25,8% na produção doméstica de soja para 23/22. Isso vem com uma expansão projetada de 16,7% da área. Se realizado, seria uma produção nacional recorde de 20,63 MT. Manter seu suprimento e estoques finais exigiria um programa de importação de 88,17 MT – o menor nível em 3 anos e uma queda anual de 2,8 MT. Para manter sua oferta e estoques médios de 4 anos, as importações chinesas precisariam ser ~ 82,71 MT nas projeções do Ministério”, completa.

O ministro da Agricultura chinês falou de margens positivas para o suinocultor para o 2º semestre, o que aumentaria a necessidade de importação de soja. “Os estoques de soja na China estão muito baixos. Muita demanda pode estar a caminho. Os dados de importação chinesa no nível do país de origem foram divulgados durante esta noite. Dos 6,353 MT das importações de soja de março da China (que foi 18% menor ano/ano), 3,37 MT foram provenientes dos EUA e 2,87 MT foram adquiridos via Brasil. Para os EUA, foi uma queda de 7,18 MT em uma participação de 53% do total, em comparação com uma fatia de 93% na temporada passada”, conclui.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.