Soja internacional: preços em queda, exceto nos EUA

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia nossos Termos de Uso e Termos de Privacidade. Ao clicar em Aceitar & Fechar, você consente com a utilização de cookies.


CI
Imagem: Divulgação
PREÇOS

Soja internacional: preços em queda, exceto nos EUA

Para o mercado CFR China, os esmagadores chineses permaneceram quietos
Por: -Leonardo Gottems

De acordo com informações da TF Agroeconômica, os preços da soja caíram em todas as praças do mercado internacional, exceto nos Estados Unidos. “Na origem, os prêmios no mercado brasileiro de papel de Paranaguá se corrigiram para baixo ao longo do dia, acompanhando a tendência de Chicago e a contínua valorização do real”, comenta. 

“O  mercado  estava  ativo,  com  as  remessas  de  junho mudando de mãos a 33 c/bu sobre os futuros de julho e  as  negociações  de  julho  ouvidas  a  57-58  c/bu  no início do dia e a 52 c/bu mais tarde. Uma negociação de maio foi ouvida em uma queda de 15 c/bu em relação aos contratos de maio, embora isso não possa ser confirmado. Os prêmios de maio foram avaliados em 18 c/bu sobre os  futuros  de  maio,  equivalendo  a  US$  526,50/t,  US$ 2/t  a  menos  no  dia,  já  que  os  prêmios  em  queda  mais  do  que  compensaram  os  preços-referência  mais  altos  em Chicago”, completa. 

Para o mercado CFR China, os esmagadores chineses permaneceram quietos devido às margens negativas e apenas as casas de comércio permaneceram um pouco mais ativas. “Uma  remessa  de  março  de  2022  de  soja  brasileira mudou  de  mãos  entre  duas  casas  de  comércio  a  126 c/bu  sobre  o  março  futuro  na  quarta-feira  durante  a noite”, indica. 

“Os  estoques  de  soja  na  China  recuaram  pela  sexta semana  consecutiva  para  seu  nível  mais  baixo  em quase  um  ano,  com  os  estoques  em  todo  o  resto  do complexo de  produtos de soja também caindo, apesar do  ritmo  recente  de  desembarque  de  navios  nos portos. Os estoques de soja caíram 80.000 t na semana para 4,4 milhões de t e caíram 790.000 t mês a mês, de acordo com dados do Centro Nacional de Informações sobre Grãos e Petróleo da China (CNGOIC) na quinta-feira", conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink