Soja recua na Bolsa de Chicago por chuvas
CI
Imagem: Nadia Borges
BOLSA DE MERCADORIAS

Soja recua na Bolsa de Chicago por chuvas

“A cotação de maio23, que já está sendo negociada no Brasil, fechou em queda de 1,30%, ou $ 18,0 cents/bushel a $ 1365,25"
Por: -Leonardo Gottems

Na Bolsa de Chicago a soja recua por chuvas e incerteza sobre demanda, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “O contrato de soja para agosto fechou em queda de 1,24% ou $ 18,50 cents/bushel a $ 1478,75”, comenta.

“A cotação de maio23, que já está sendo negociada no Brasil, fechou em queda de 1,30%, ou $ 18,0 cents/bushel a $ 1365,25. O contrato de farelo de soja para agosto fechou em alta de 0,30% ou $ 1,3/ton curta a $ 435,8 e o contrato de óleo de soja para agosto fechou em forte queda de 2,23% ou $ 1,41 libra-peso a $ 61,79”, completa.

O apetite ao risco no exterior, com alta firme dos índices acionários em Nova York e enfraquecimento global da moeda americana, abriu espaço para um recuo, ainda que modesto, do dólar mercado de câmbio doméstico na sessão desta terça-feira (19). “Tirando uma alta pontual pela manhã, quando tocou máxima a R$ 5,4313, a moeda operou em queda ao longo de todo o pregão e chegou a esboçar fechamento abaixo de R$ 5,40, ao descer até mínima de R$ 5,4313 no meio da tarde. No fim do dia, a divisa havia reduzido o ritmo de perdas e era cotada a R$ 5,4202, em baixa de 0,10%”, indica.

“Operadores veem o tropeço do dólar hoje como um movimento natural de ajustes e realização de lucros por parte das tesourarias, dada a forte rodada de depreciação do real nas últimas semanas. Embora ainda haja cautela com o cenário político e fiscal doméstico, os negócios são balizados principalmente pelo ambiente externo. Investidores monitoram a chance de recessão global em meio à alta de juros nos Estados Unidos e na Europa. Há também dúvidas sobre o fôlego da economia chinesa, que enfrenta problemas no setor imobiliário e convive como vaivém de medidas restritivas para combate à Covid-19", conclui.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.