Soja romperá a casa de 20 milhões de toneladas em Mato Grosso

Agronegócio

Soja romperá a casa de 20 milhões de toneladas em Mato Grosso

Apesar das chuvas, estado terá novo recorde
Por:
2277 acessos
Sétimo levantamento da Conab ratifica o que já havia sido divulgado no decorrer da semana: MT, apesar das chuvas, terá um novo recorde

Pela primeira vez na história, a safra de soja romperá a casa de 20 milhões de toneladas em Mato Grosso. O sétimo levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) aponta acréscimo de 6,89% na produção da oleaginosa, que passará de 18,76 milhões de toneladas para 20,06 milhões de toneladas. A área plantada aumentou de 6.224 milhões de hectares para 6.398 milhões/ha (incremento de 2,79%). A produtividade avançou 3,98%, saindo de 3.015 mil quilos/ha para 3.135 mil quilos/ha. O dados de desta quarta-feira (06) só reafirmaram estimativas anteriores divulgadas pela AgRural e pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) nesta reta final de colheita.


No total, a safra mato-grossense de grãos atingirá 29.863 milhões de toneladas – um pouco menos do que as 30 milhões/t previstas no sexto levantamento da Conab – com crescimento de 3,5% em relação ao ciclo anterior, 28.855 milhões/t. A área total plantada avançou de 9.118 milhões de hectares para 9.359 milhões/ha, incremento de 2,6%. E a produtividade média apresentou crescimento de 0,9%, avançando de 3.164 mil quilos por hectares para 3.191 mil quilos/ha.

Outra cultura que se deu bem no ciclo 10/11 é o algodão. A área plantada cresceu 64,40% - passou de 428,1 mil/ha para 703,80 mil/ha – mas a produção evoluiu em proporção bem maior (79,91%), saltando de 583,5 mil/t na safra 2009/10 para 1.045 milhão de toneladas este ano. A produtividade média do algodão também melhorou bastante, passando de 1.363 mil quilos/ha para 1.486 mil quilos/ha, incremento de 9,02%.


Milho e arroz apresentam queda tanto em área plantada quanto em produção. O destaque fica por conta do milho, que recuou 12,06% em produção e 9,40% em área plantada. A safra prevista para 2011 é de 7.139 milhões de toneladas, contra 8.118 milhões de toneladas em relação ao ano passado. A produtividade caiu 2,85% (de 4.079 mil quilos/ha para 3.959 mil quilos/ha. Já a área plantada encolheu de 1.990 milhão/ha para 1.803 milhão/ha.

No caso do arroz, a produção recuará de 742,7 mil toneladas para 687,4 mil/t (queda de 7,45%). A área plantada diminuiu 9,04%, de 246,9 mil/ha (safra 09/10) para 223,4 mil/ha. A produtividade média, contudo, aumentou 2,56%, passando de 3 mil quilos/ha para 3.077 mil quilos/ha na atual safra.


MÉDIA – De acordo com levantamento do Imea na safra 09/10 as lavouras do Estado apresentaram uma produtividade média de 3.026 mil quilos/ha. Na última semana de março, em plena colheita, o Instituto realizou uma prévia de produtividade e apurou 3.174 mil quilos/ha, ou seja, 52,9 sacas por hectare.

Na avaliação dos analistas do Imea, a produtividade ampliou em relação à safra passada em todas as regiões pesquisadas, mesmo com as chuvas atrapalhando a colheita na região oeste, onde a produtividade foi elevada em 2,5 sacas/ha. “O fato demonstra que os transtornos realmente vistos nessa região foram pontuais”, diz o levantamento. Na região do médio norte, a produtividade aumentou em três sacas por hectare. O aumento da área plantada, bem como o crescimento da produtividade, vão garantir um novo recorde na produção mato-grossense, que já vinha sendo esperada pelo setor agrícola.


BRASIL - A safra de grãos do Brasil, do período 10/11, deve ser de 157,4 milhões de toneladas. A produção é recorde, com um aumento de 5,5% ou cerca de 8,2 milhões de toneladas a mais que a safra passada, que foi de 149,2 milhões de toneladas. Comparada ao último levantamento, realizado em março, a produção cresceu 2,1% ou o equivalente a 3,2 milhões de toneladas. Também a área cultivada cresceu, com um aumento de 3,9%, atingindo 49,2 milhões de hectares, ou seja, 1,8 milhão de ha a mais.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink