SP intensifica ações para previr incidência de pragas na fruticultura local
CI
Imagem: Marcel Oliveira
PRAGA

SP intensifica ações para previr incidência de pragas na fruticultura local

Produção de cacau e uva estão no radar do governo
Por:

Com o objetivo de evitar entrada das pragas Lobesia botrana (traça-europeia dos cachos da videira) e Moniliophtora roreri (monilíase do Cacaueiro), que compõem a lista das 20 pragas ausentes priorizadas no âmbito do Programa Nacional de Prevenção às Pragas Quarentenárias Ausentes no Brasil foi publicada na última terça-feira, 15, no Diário Oficial da União as Instruções Normativas, que institui o Plano Nacional de Prevenção e Vigilância e as medidas a serem adotadas no caso de eventual detecção destas pragas nos estados da federação.

A praga lobesia botrana é considerada a principal praga da videira (Vitis vinifera) e uma grande ameaça às culturas da uva, mirtilo, cereja e ameixa. Já a monilíase, causada pelo fungo Moniliophthora roreri, é considerada a doença mais devastadora para o cacau. De acordo com o Ministério da Agricultura esta praga tem histórico de grandes prejuízos em outros países, sendo as variedades dos hospedeiros no Brasil suscetíveis à esta doença.
As normas do programa de prevenção são implementadas e executadas em articulação com o órgão estadual de defesa sanitária vegetal. No estado de São Paulo isso é feito pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por sua Coordenadoria de Defesa Agropecuária.

Sanidade Vegetal em São Paulo
Para garantir a sanidade dos vegetais produzidos e a comercialização de produtos livres de pragas a Coordenadoria realiza anualmente levantamentos amostrais em todo o estado para garantir a não ocorrência de algumas pragas quarentenárias presentes em São Paulo. Pragas quarentenárias presentes são organismos que oferecem risco econômico potencial para a área em perigo, mas não estão amplamente distribuídas no território nacional. É o caso do gorgulho da manga (Sternochetus mangiferae), cancro da videira (Xanthomonas campestres pv. viticola), cancro europeu da macieira (Neonectria galligena) e ácaro hindu (Schizotetranychus hindustanicus), por exemplo.

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink