Startups catarinenses investem em soluções para agronegócio

Agronegócio

Startups catarinenses investem em soluções para agronegócio

Em Santa Catarina as startups estão migrando para meio rural em busca de soluções para aumentar competitividade da agricultura
Por:
161 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente

Nesta quinta-feira (23), o Núcleo de Inovação Tecnológica para Agricultura Familiar (NITA) reúne representantes do setor produtivo e startups para levantar as demandas do agronegócio catarinense e as soluções tecnológicas já disponíveis. O evento contará com a presença do coordenador setorial para Desenvolvimento Sustentável do Banco Mundial, Paul Procee, e acontece às 8h30, no Laboratório de Inovação da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável. 

O agronegócio está no radar das startups catarinenses. Em Santa Catarina as startups estão migrando para o meio rural em busca de soluções para aumentar a competitividade da agricultura familiar. A aproximação desses dois setores tão diferentes é missão Núcleo de Inovação Tecnológica para Agricultura Familiar (NITA), que realiza um encontro entre empresas de tecnologia e representantes das cadeias produtivas nesta quinta-feira (23), em Florianópolis. A reunião, que contará com a presença do coordenador setorial para Desenvolvimento Sustentável do Banco Mundial, Paul Procee, acontece às 8h30 no Laboratório de Inovação da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável. 

O objetivo do encontro é apresentar os resultados obtidos no primeiro ano de funcionamento do NITA, ouvir as demandas do agronegócio e mostrar as tecnologias já existentes no mercado voltadas para o setor. 

Atualmente o NITA conta com 34 empresas cadastradas, que já fazem negócios com agricultores e empresas catarinenses, além de algumas parcerias internacionais. Nesse primeiro momento, apenas empresas catarinenses podem se cadastrar no site, porém as soluções tecnológicas estão disponíveis para todo país.

 O que é o NITA? 

O Núcleo de Inovação Tecnológica para Agricultura Familiar (NITA) funciona como um elo entre startups, pequenas e médias empresas desenvolvedoras de inovações e as cadeias produtivas organizadas dos agricultores. O Banco Mundial é o grande apoiador desse projeto e Santa Catarina representa a América Latina numa lista de oito iniciativas como essa ao redor do mundo. 

Parceiros 

Sob coordenação da Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca, o NITA reúne diversas entidades de Santa Catarina, entre elas Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS), Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri), Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae),  Associação Catarinense de Tecnologia (Acate), Associação Polo Tecnológico do Oeste Catarinense (Deatec), Associação Catarinense de Fundações Educacionais(Acafe), Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi) e Universidade Católica de Santa Catarina.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink