Agronegócio

Sudoeste do PR investe mais de R$ 1 bilhão em agrotóxicos

O setor é o responsável por uma das maiores fatias dos investimentos nas lavouras
Por: -Deonir Spigosso
1 acessos

Os agricultores do Sudoeste do Paraná têm avançado a cada ano nos números de produção de grãos, atingindo níveis compatíveis com os registrados nas melhores regiões do Estado, como no Oeste e Noroeste, sendo uma das melhores do país. Além do avanço tecnológico dos equipamentos agrícolas, que favorece para o trabalho no campo, o segmento que mais tem contribuído para esse crescimento é o da pesquisa.

O desenvolvimento tecnológico dessas pesquisas se superam na qualidade genética das sementes, que estão ganhando espaço entre as empresas de pesquisa nacionais. No entanto, é o setor de defensivos agrícolas que está sendo responsável por uma das maiores fatias dos investimentos nas lavouras da região, sendo superior a 30% do custo geral por alqueire. Isso, que obteve queda com a entrada dos transgênicos.

A decepção fica por conta do destino dos recursos levantados com a comercialização desses agrotóxicos. Por mais que alimente uma gama de empresas locais representantes das multinacionais detentoras de meia dúzia de marcas que atuam no mundo, o grande volume acaba retornando aos países de origem onde estão sediadas as multinacionais, como Estados Unidos, Suíça e principalmente Alemanha. O Brasil ainda não é capaz de desenvolver pesquisas que possam competir com essas empresas, atuantes no mercado há várias décadas. Os altos investimentos a longo prazo, em torno de 20 anos em média, ainda atraem poucos interessados no país, justamente pela falta de incentivos públicos.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink