Suinocultores de MT participam da AveSui

Agronegócio

Suinocultores de MT participam da AveSui

São esperados mais de 20 mil visitantes no evento
Por:
754 acessos
O setor de suinocultura prepara uma série de novidades para apresentar na AveSui 2011, maior feira latino-americana da indústria de aves e suínos, que acontece entre 17 e 19 de maio, em Florianópolis (SC). De acordo com os organizadores, o número de visitantes ligados à produção suinícola cresce consideravelmente a cada edição, sendo esperado este ano mais de 20 mil visitantes, produtores, estudantes e profissionais do setor.


Entre as novidades, a Associação Brasileira de Criadores de Suínos (ABCS) disponibilizará os resultados do Projeto Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (PNDS), que tem como objetivo fomentar a cadeia de suínos no Brasil e propiciar o aumento do consumo nacional per capita da carne hoje em 15kg habitante/ano.

A ABCS também aproveitará a ocasião para iniciar a divulgação do 14º Seminário Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (SNDS). Ainda será distribuído para os profissionais de todo elo da cadeia, o Manual Brasileiro de Cortes Suínos, um material inédito que vai facilitar a vida de quem vende e de quem prepara a carne suína para a mesa do consumidor brasileiro.


O Instituto Nacional da Carne Suína (INCS) estará no evento, com objetivo de reivindicar a melhoria da rentabilidade da cadeia suinícola e estimular uma maior organização e participação no planejamento, gestão e execução das ações de marketing e publicidade da carne suína. Segundo o presidente da entidade, Wolmir de Souza, será proposto aos setores públicos e privados que a carne suína esteja presente na merenda escolar, em cardápios de bares e restaurantes e que as remessas enviadas para o exterior sejam destinadas aos mercados exigentes e bons pagadores.

De acordo com o diretor executivo da Associação dos Criadores de Suínos do Estado de Mato Grosso (Acrismat), Custódio Rodrigues de Castro Junior, a entidade deve estar presente como faz em todas as edições, já que se trata de um momento de discutir e debater a realidade do setor no Brasil e no mundo. Segundo ele, por vezes, os produtores de Mato Grosso se vêem obrigados a vender a carne por preços abaixo do custo de produção, levando prejuízo. Contudo, na avaliação de Custódio este cenário deve melhorar já neste mês.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink