Suinocultura traz novidades em genética no Show Rural Coopavel
CME MILHO (SET/20) US$ 3,244 (-0,18%)
| Dólar (compra) R$ 5,43 (1,13%)


Agronegócio

Suinocultura traz novidades em genética no Show Rural Coopavel

Por: -Admin
6 acessos

A suinocultura é um dos setores com o maior número de novidades do Show Rural Coopavel 2004. Elas estão nas área de genética, nutrição, equipamentos e na transformação de dejetos de suínos em energia, através do biogás.

O veterinário Marcelo de Oliveira Pereira, do Setor de Suinocultura da Coopavel, diz que os avanços são diversos e resultam da necessidade do setor em reduzir custos e elevar ainda mais os seus níveis de eficiência. “A margem de lucro ao criador é reduzida, por isso as empresas desenvolvem tecnologias para tornar o ramo ainda mais rentável”, afirma. Quatro empresas de genética mostram seus produtos no Show Rural Coopavel.

Com a obtenção de fêmeas F-1 na própria granja, o suinocultor pode conseguir uma economia de até 15% no processo. “Em vez de adquirir fêmeas, ele compra os animais que vão gerar a F-1 e isso se torna muito mais barato”, segundo Marcelo.

A melhor adaptação da fêmea ao ambiente e a adoção de um controle de sanidade ainda mais apurado estão entre as vantagens dessa tecnologia. “O criador de suínos está descapitalizado e medidas como essa podem contribuir”, diz ele.

Suíno light

É cada vez maior o número de granjas adeptas do suíno light, animal com pouca gordura, alto rendimento de carcaça e baixa espessura de toucinho. A genética pode ser conseguida de forma artificial ou através de monta natural, segundo o número de matrizes da granja. A inseminação é recomendada, de acordo com Marcelo, àquelas com mais de cem matrizes.

Esse tipo de carne encontra boa aceitação entre os consumidores e ganha destaque no cardápio de muitas churrascarias. Algumas já incluíram alcatra e picanha suína nos rodízios. O custo genético do suíno light é 40% maior em comparação com o convencional, mas a diferença é compensada na conversação alimentar. O preço desse tipo de carne chega a valer até 8% a mais e o abate acontece dez dias antes do suíno comum.

O Show Rural Coopavel também recebe três empresas do ramo de nutrição, que mostram lançamentos desenvolvidos para otimizar o consumo de ração. Outras quatro mostram novos modelos de equipamentos para o setor, como comedouros, bebedouros e distribuidores de ração automáticos. A Coopavel, organizadora do Show Rural Coopavel, tem cem associados com criações comerciais de suínos. A cooperativa abate cerca de 25 mil cabeças por mês.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink