Suínos/Cepea: Animal vivo se mantém estável em SP, mas sobe no Sul

Agronegócio

Suínos/Cepea: Animal vivo se mantém estável em SP, mas sobe no Sul

Os valores do suíno vivo têm permanecido praticamente estáveis em outubro, especialmente em praças voltadas para o atendimento da demanda interna.
Por:
568 acessos

Os valores do suíno vivo têm permanecido praticamente estáveis em outubro, especialmente em praças voltadas para o atendimento da demanda interna. Na região de SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba), o valor médio do animal se manteve a R$ 4,07/kg na parcial do mês. Já em áreas tipicamente exportadoras do Sul do País, os valores chegaram a subir um pouco em algumas praças.

No Oeste Catarinense, o suíno se valorizou 2,3% na parcial de outubro, com o quilo do animal passando para a média de R$ 3,82 nessa quinta, 13. Quanto aos cortes, os preços apresentam movimentos distintos em outubro no atacado nacional. Na média do estado de São Paulo, enquanto as cotações da costela tiveram recuo de 2,2% entre 30 de setembro e 13 de outubro, os valores do pernil subiram 2,8% no mesmo período, passando para R$ 10,93/kg e R$ 7,29/kg, respectivamente, nessa quinta, 13. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink