Suínos

Suínos/Cepea: apesar do embargo russo, procura interna deve sustentar preço em dezembro

Segundo pesquisadores do Cepea, o embargo russo não deve afetar o mercado suinícola brasileiro com muita intensidade neste período
Por:
38 acessos

Nessa segunda-feira, 20, a Rússia anunciou embargo parcial e temporário às importações das carnes suína e bovina brasileiras a partir do próximo mês, devido à presença de ractopamina em amostras enviadas ao país, segundo a agência de segurança alimentar russa.

Essa substância, que promove o desenvolvimento de massa muscular nos animais, é permitida no Brasil e em outros destinos da carne brasileira, mas é proibida na Rússia. No entanto, segundo pesquisadores do Cepea, o embargo russo não deve afetar o mercado suinícola brasileiro com muita intensidade neste período, já que uma redução nos embarques àquele país já era esperada para dezembro.

Com o inverno no hemisfério norte, os canais russos congelam, dificultando a entrada dos navios nos portos. Além disso, as vendas no mercado interno costumam aumentar significativamente neste período, por conta da maior procura para as festas de final de ano. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink