Tailândia entra na disputa do açúcar


Agronegócio

Tailândia entra na disputa do açúcar

Por:
1 acessos

A Tailândia seguiu os passos do Brasil e da Austrália e deflagrou o mecanismo de disputa contra os subsídios fornecidos pela União Européia (UE) ao açúcar. O conflito será assim ainda mais difícil para Bruxelas, que vê sua política de subsídios contestada pela primeira vez no órgão de solução de controvérsias da Organização Mundial de Comércio (OMC).

Autoridades brasileiras já indicaram que possivelmente será solicitado o painel (comitê de investigação) no próximo dia 15 de abril. A Tailândia ainda necessitará fazer consultas com a União Européia (UE), mas depois certamente se junta no mesmo painel, até por razões de economia.

O Brasil, a Austrália e a Tailândia vão questionar na OMC as exportações subsidiadas da União Européia (UE) que estão além de seus compromissos de redução de subvenções. O Brasil tem exportação mínima de açúcar de 24 mil toneladas, representando apenas 1,4% das importações européias do produto, enquanto o produto de países da África, Caribe e Pacífico representa 94% do total importado pela União Européia.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink