Tempestades podem causar danos nas lavouras
CI
Imagem: Arquivo
AGROTEMPO

Tempestades podem causar danos nas lavouras

Há risco de temporais no Centro-Sul
Por: -Aline Merladete

A sexta-feira (18/03) será marcada por instabilidades em grande parte do território nacional. Parte dessas instabilidades serão provocadas pela presença de um cavado - região alongada de baixa pressão - que atua entre o Paraguai e o sul do país. Além disso, essas instabilidades são reforçadas pelo avanço de uma frente fria que atuará sobre o Uruguai.  

A combinação desses fatores poderá resultar em chuvas localmente fortes com potencial para eventos significativos como tempestades, raios, vendavais e até mesmo queda de granizo. Não se descarta algum dano nas lavouras em decorrência de vendavais e queda de granizo. 

Por outro lado, na faixa norte do Brasil as chuvas também preocupam, mas por conta dos excessos, há vários dias vem chovendo de forma frequente e volumosa na região. E nesta sexta-feira não será diferente.

Confira a plataforma completa de mapas aqui.

Saiba  a previsão para a sua cidade aqui.

Região Norte

As instabilidades típicas da época do ano vão atingir todas as áreas da região norte. O destaque fica para a previsão de chuvas ao norte do AP e norte do PA, em que algumas projeções apontam para valores acima dos 60 mm pontualmente. Nas demais regiões, pode chover forte mas de maneira isolada e preferencialmente entre a tarde e noite.

Região Nordeste

O tempo volta a ficar firme na parcela mais central da região, isso graças ao deslocamento da área de alta pressão nas camadas mais altas da atmosfera, diminuindo as condições de chuvas sobre o oeste da BA e sul do PI. Por outro lado, esta área de alta pressão contribui para o reforço das chuvas sobre o norte da região, em conjunto com a ZCIT os acumulados poderão superar a marca dos 50 mm no decorrer do dia. Também chove no leste baiano e entre o CE e RN.

Região Centro-Oeste

As chuvas podem ocorrer em praticamente todas as áreas da região, devido à soma de instabilidades que atuam sobre o centro-oeste. Na metade sul do MS, a presença do cavado, vai elevar as condições para chuvas e que podem ser na forma de temporais localmente fortes, com acumulados que poderão superar os 40 mm ao longo do período. Sobre o oeste e norte do MT e GO, as chuvas ocorrem, mas de maneira mais irregular se comparado aos dias anteriores.

Região Sudeste

Boa parte da região segue sob a influência de uma área de alta pressão, que impede a formação de nuvens carregadas. O tempo será seco sobre praticamente todo o estado de MG, RJ e ES. Apenas no triângulo mineiro algumas pancadas isoladas poderão se formar no final da tarde, devido ao forte calor. Os acumulados mais expressivos poderão ocorrer no Vale do Ribeira, ao sul de SP, somando até 20 mm no decorrer do dia. 

Região Sul

A aproximação de uma frente fria eleva as condições de instabilidades sobre a região. Além disso, a presença do cavado também favorece a ocorrência de chuvas sobre no oeste de SC e metade oeste do PR. Dadas as condições, as chuvas poderão ser localmente fortes e na forma de temporais. Já a frente fria começa a atuar sobre a região pelo sul do RS entre o final de tarde e noite desta sexta-feira. Mesmo assim, os maiores volumes previstos vão ocorrer sobre  o sudoeste do PR e oeste de SC, podendo superar a marca dos 50 mm pontualmente.

Veja os mapas destaques para hoje:

Chuva

Temperatura Máxima

Umidade Mínima


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.