Tendências para os preços pecuários: Austrália e Brasil

Agronegócio

Tendências para os preços pecuários: Austrália e Brasil

De acordo com análise, os preços locais de bovinos para abate em 2009-10 devem se manter nos mesmos patamares de 2008-09
Por:
142 acessos

De acordo com análise da Australian Bureau of Agriculture and Resource Economics (ABARE), citada pelo Meat and Livestck Australia (MLA), os preços locais de bovinos para abate em 2009-10 devem se manter nos mesmos patamares de 2008-09.

A valorização do dólar australiano e o desempenho mais comedido das exportações devem ser compensados pela oferta reprimida de animais, considerando que os produtores estão retendo fêmeas para recompor os rebanhos.

A expectativa é que o rebanho australiano registre um crescimento de 0,8% em 2009-10, na comparação com 2008-09. Deve chegar a 25,10 milhões de cabeças. Vejam que esse montante equivale a aproximadamente o rebanho do Estado do Mato Grosso.

E a pecuária brasileira atravessa um período bastante semelhante ao da Austrália. Após anos de preços firmes, a crise econômica levou a uma desvalorização da arroba. No entanto, a oferta de animais para abate segue retraída, sendo que também se observa retenção de matrizes, o que deve conferir certa sustentação aos preços.

Para essa entressafra, vale destacar a tendência de queda do volume de animais confinados como um importante fator de alta.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink