Terça: Instabilidades persistem na Região Sul
CI
Imagem: Gabriel Luan Rodrigues
AGROTEMPO

Terça: Instabilidades persistem na Região Sul

Frente fria e Jatos de Baixos Níveis reforçam as chuvas
Por: -Aline Merladete

A terça-feira (26/04) será marcada pela presença de uma frente fria na Região Sul, que segue fortalecida pelos ventos conhecidos como Jatos de Baixos Níveis. Esses ventos trazem uma grande quantidade de ar quente e úmido da região norte,  alimentando as nuvens carregadas. E a combinação desses fatores também reforçam as condições para tempo adverso como queda de granizo, vendavais e tempestades.

Contudo, grande parte do Brasil Central estará sob a influência de um bloqueio atmosférico, que impede a formação das nuvens carregadas e mantém o tempo mais seco, agravando a situação hídrica da região.

As chuvas se concentram na costa do nordeste e sobre a faixa norte do país, com os maiores volumes podendo ocorrer no extremo norte. 

Confira a plataforma completa de mapas aqui.
Saiba  a previsão para a sua cidade aqui.

Região Norte
As instabilidades tropicais mantêm um padrão de chuvas sobre a metade norte da região. Contudo, o bloqueio atmosférico que atua na parcela central do Brasil também provoca influências no tempo sobre a metade sul da região norte. Assim, a tendência será de uma terça-feira mais seca sobre o sul do PA e TO. Algumas instabilidades poderão ocorrer sobre o AC e RO, mas com uma distribuição mais irregular. As projeções indicam que os maiores volumes podem se concentrar no extremo norte do AM e RR, com valores acima dos 70 mm na grande região de Rio Negro e Caracaraí.

Região Nordeste
As instabilidades provenientes do oceano e do corredor de umidade ao norte, mantém as condições para chuvas em toda a costa da região nordeste. Por outro lado, a massa de ar seco que atua no centro do país, também vai influenciar o tempo sobre o interior nordestino. Em relação às chuvas, os maiores volumes podem ser registrados sobre Caririaçu e na grande região do Litoral Ocidental Maranhense. Nestas áreas os acumulados podem superar a marca dos 20 mm no decorrer do dia. 

Região Centro-Oeste
Uma ampla área de alta pressão mantém o tempo firme em todo o centro oeste. Esta condição mantém o céu com poucas nuvens e favorece um forte aquecimento devido ao Sol. Desta forma, as temperaturas poderão atingir valores superiores aos 35°C no oeste do MS e na grande região do Pantanal. Esta condição de tempo é preocupante, principalmente em relação à perda de água do solo e das lavouras para o ambiente, favorecido por um ar mais seco e temperaturas mais elevadas. 

Região Sudeste
A atuação de um bloqueio atmosférico, impede a formação das nuvens carregadas em grande parte da região. Mesmo assim, algumas instabilidades podem surgir entre o ES e nordeste de MG, mas com acumulados inferiores aos 10 mm nas regiões de Aimorés e Afonso Cláudio. O sul de MG poderá amanhecer com temperaturas amenas, mas a tarde será marcada pelo forte aquecimento, particularmente na metade oeste da região sudeste como um todo. Algumas áreas do oeste de SP, noroeste de MG podem registrar marcas superiores aos 33°C e índices de umidade relativa abaixo do recomendado.

Região Sul
A presença de uma frente fria na região mantém as instabilidades ativas sobre a metade sul. Além disso, ainda há uma forte influência dos ventos conhecidos como Jatos de Baixos Níveis. Esses ventos trazem uma grande quantidade de ar quente e úmido da região amazônica, reforçando as nuvens carregadas. Desta forma, ainda há potencial para chuvas intensas, sobretudo no RS, particularmente na grande região de Santa Maria, onde os acumulados podem superar a marca dos 50 mm. Além dos volumes significativos, não estão descartados eventos de tempo adverso como granizo, vendavais e tempestades. Contudo, o tempo prevalece seco em grande parte de SC e do PR. O amanhecer poderá ser ameno, mas apenas nas regiões serranas. Já no período da tarde, a sensação térmica será elevada devido à maior quantidade de umidade sobre a região. 

Veja os mapas destaques para hoje:

Chuva

Temperatura Máxima

Umidade Mínima


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.