Termina nesta terça-feira o prazo para vacinação contra a febre aftosa no CE

Agronegócio

Termina nesta terça-feira o prazo para vacinação contra a febre aftosa no CE

Não haverá prorrogação de prazo para vacinação no Estado
Por: -Honório Barbosa
1231 acessos

Não haverá prorrogação de prazo para vacinação de rebanhos contra a febre aftosa no Ceará

Iguatu - Termina hoje (30) a segunda etapa de vacinação contra a febre aftosa no Estado. Equipes técnicas da Agência de Defesa Agropecuária do Ceará (Adagri) e da Ematerce, desde a semana passada, intensificaram a campanha com o objetivo de mobilizar os criadores para a imunização do rebanho. É uma corrida contra o tempo para alcançar a meta que é de 90%. Até ontem, ao meio-dia, o índice total de vacinação era de 44%.

O Município com maior índice de cobertura até ontem, no Estado, era Groairas, com 90%. No ano passado, o Ceará conseguiu melhorar a classificação para médio risco e agora luta para obter o status de zona livre com vacinação. O presidente da Adagri, Edilson de Castro, reafirmou, ontem, que a campanha não será prorrogada e fez um apelo para que os criadores vacinem o rebanho. "O que nós queremos é a adesão dos agropecuaristas, mas se não houver iremos aplicar as penalidades previstas", disse. "Estamos confiantes de que vamos alcançar um índice superior a 80%, pois a maioria deixa para última hora", aposta ele.

Desde a semana passada que equipes de técnicos da Adagri, Ematerce e de instituições parceiras, como secretarias municipais de Agricultura e sindicatos, estão mobilizados no Interior do Ceará para intensificar a divulgação por meio de emissoras de rádio e visitas no campo. "Estamos correndo contra o relógio", disse o diretor de Saúde Animal da Adagri, Mauro Nogueira. "Nesse momento o rádio é o nosso principal aliado para chegar aos produtores rurais a nossa mensagem sobre a importância da vacinação".

Multa

O criador tem até hoje para comprar as doses necessárias da vacina, mas há um prazo de 15 dias para comprovar que vacinou os animais, enviando a nota fiscal para as unidades da Adagri ou Ematerce. Após esse período, a imunização somente será válida com autorização da Adagri e será feita de forma assistida. Mesmo assim, haverá pagamento de multa no valor aproximado de R$ 12,00 por cada animal.

Em face do prazo até 15 de dezembro para o trabalho de vacinação, desde que as doses tenham sido compradas até hoje, os índices de cobertura serão ampliados até a data limite. Edilson de Castro explica que, caso insista em não vacinar, o criador será impedido de movimentar os animais da fazenda, pois não poderá obter a Guia de Transporte Animal (GTA).

Em caso de persistência, haverá imunização obrigatória e as penalidades serão aplicadas em dobro. Segundo a Adagri, há estoque suficiente de doses de vacina no mercado para atender à demanda. "A estiagem não é motivo para o criador não vacinar o rebanho", disse Castro. "A imunização não provoca perda de peso, não diminui o leite e nem causa prejuízo".

A febre aftosa (nome em latim Aphtae epizooticae) é uma doença viral altamente contagiosa, que afeta gado bovino, búfalos, caprinos, ovinos, cervídeos, suínos e outros animais que possuem cascos fendidos. Não afeta equídeos (cavalos, asnos, mulas e bardotos). A doença é presente na Europa, Ásia, América do Sul e África. América do Norte, América Central e Oceania estão livres da doença. Os EUA estão livres desde 1922.

Em geral, os sinais clínicos são severos em bovinos e suínos. Ovelhas e cabras geralmente desenvolvem infecções subclínicas. Animais selvagens podem tanto desenvolver a doença severa e até morrer, como ter infecções subclínicas ou inaparentes. Animais infectados normalmente se recuperam.

Sintomas

O animal afetado apresenta uma febre alta que diminui após dois a três dias. Em seguida, aparecem pequenas vesículas na mucosa da boca, laringe e narinas e na pele que circunda os cascos. O animal passa a salivar, deixa de andar e de comer e emagrece rapidamente, chegando ao óbito.

MAIS INFORMAÇÕES

Agência de Defesa Agropecuária do Ceará (Adagri)
Fortaleza - Ceará
(85) 3101. 2500

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink