TI para o agronegócio é destaque na Expointer 2009

Agronegócio

TI para o agronegócio é destaque na Expointer 2009

MERCOSUL é o mercado-alvo das reuniões de negócios entre empresas brasileiras e compradores internacionais convidados para o Projeto Comprador EXPOINTER 2009
Por: -Janice
309 acessos

Agrisoft (www.agrisoft.com.br), BPSS, eorganiza (www.eorganiza.com.br), Paraná Sistemas (www.paranasistemas.com.br), Pecuária Brasil (www.proagbrasil.com.br), Planejar (www.planejar.com.br), Prodix (www.prodix.com.br), Siagri (www.siagri.com.br) e Totvs (www.totvs.com) são as nove empresas brasileiras que participam, de 31 de agosto a 2 de setembro, do Projeto Comprador EXPOINTER 2009.

Promovido pela SOFTEX (www.softex.br) e pela Apex-Brasil (www.apexbrasil.com.br) no âmbito do Brazil IT, o maior projeto de internacionalização competitiva já realizado no país, ele conta também com o apoio da Softsul e do Sebrae-RS para a sua realização. Trata-se da segunda iniciativa da recém-criada vertical de Agronegócios e que contará com companhias de seis Estados: Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás.

Considerada uma das maiores mostras agropecuárias da América Latina, a EXPOINTER é o pano de fundo ideal para a realização do Projeto, que tem a proposta de aproximar desenvolvedores de soluções para o setor de compradores internacionais, potenciais parceiros e formadores de opinião. O objetivo é fomentar acordos de negócios e ampliar o conhecimento sobre esse mercado nos países do MERCOSUL, foco central da ação.

Estão confirmadas as presenças de representantes da Azucarera Paraguaya (AZPA), empresa líder no segmento sucro-alcooleiro paraguaio; da CALMER, cooperativa uruguaia de produtores agrícolas; da uruguaia Cargo Ombues, transportadora de grãos e produtos; da CRESUD, empresa líder no setor agropecuário argentino; da Fadisol, que atua na comercialização de sementes e grãos, insumos agropecuários e no armazenamento e processamento de grãos no Uruguai; e da Sociedad de Criadores de Texel de Uruguay, principal associação de produtores de ovinos dessa raça daquele país.

“Ainda não há dados oficiais, mas estima-se que apenas 8% das fazendas brasileiras estejam informatizadas, ou seja, empregando a tecnologia como ferramenta de administração e gestão. Em todo o mundo, o setor agropecuário está investindo na informatização da cadeia produtiva e com a expertise de nossos desenvolvedores temos grandes oportunidades de negócios em um futuro próximo”, analisa Vanda Scartezini, consultora da SOFTEX para as iniciativas da vertical de agronegócio, citando como exemplo os Estados Unidos. Lá, embora 63% das fazendas utilizem computadores, apenas 35% delas o empregam para a gestão do agronegócio.

De acordo com a executiva, merecem destaque entre as principais soluções brasileiras para o segmento ferramentas para o rastreamento de bovinos, produção de açúcar e etanol; aperfeiçoamento genético de ovinos e gerenciamento do processo produtivo das lavouras agrícolas. “Elas têm contribuído para que as fazendas já informatizadas economizem recursos naturais e apresentem expressivos ganhos de competitividade”, acrescenta Aline Barabinot, também consultora da SOFTEX.

E é justamente para destacar toda essa capacitação nacional que será ministrado no dia 1º de setembro, às 15h00, a palestra “A Excelência Brasileira em Software para Agronegócios e seu processo de Internacionalização”. “Esse é um setor em que cada vez é mais sólida a presença do Brasil no contexto mundial. Por isso, nada mais natural do que aproveitar a mostra para apresentar o consistente portfólio de soluções de nossas empresas”, comenta Gláucia Chiliatto, gerente do Projeto Brazil IT na SOFTEX.

“O Brasil é o maior produtor agropecuário dentro do BRIC e é chegada a hora de exportarmos mais do que apenas grãos, mas também tecnologia. Vislumbramos nesse Projeto Comprador uma chance de demonstrar os sistemas diferenciados de administração e de gerenciamento de propriedade que desenvolvemos para um de nossos principais mercados-alvo, o MERCOSUL”, comenta Aécio Flores, diretor da Planejar, acrescentando que seus softwares já rodam em fazendas no Uruguai e na Argentina.

A programação do Projeto Comprador EXPOINTER 2009 inclui workshops, palestras, apresentações à imprensa internacional e clientes, além de rodadas de negócios. A partir da parceria firmada com o Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas no Rio Grande do Sul (SIMERS), os participantes do Projeto também terão a oportunidade de agendar reuniões com os compradores estrangeiros por eles convidados, além de se encontrar com os jornalistas internacionais credenciados para a cobertura da mostra.

Até o final do ano as empresas integrantes da vertical de Agronegócios do Brazil IT participarão do Congresso da Sociedade Brasileira de Agroinformática (SBI Agro), em setembro, e da Agritechnica, em novembro, na Alemanha, para o mapeamento das demandas e oportunidade de negócios na Europa.

Durante a EXPOINTER 2009 a Apex-Brasil promoverá uma série de atividades, da assinatura de convênios com associações setoriais até palestras detalhando o papel da Agência no apoio às empresas interessadas em exportar.

As informações são da assessoria de imprensa da Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (SOFTEX).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink