Trabalhores rurais gaúchos reivindicam ações para conter efeitos da seca
CI
Agronegócio

Trabalhores rurais gaúchos reivindicam ações para conter efeitos da seca

Atualmente, 324 municípios gaúchos encontram-se em situação de emergência
Por:

São Paulo – As principais organizações de trabalhadores rurais do Rio Grande do Sul preparam documento a ser entregue à presidenta Dilma Rousseff, nessa quinta-feira (26), reivindicando ações voltadas a camponeses e agricultores familiares que foram prejudicados com a estiagem que atinge o estado nas últimas semanas. Dilma está na capital gaúcha para participar do Fórum Social Temático (FST).

Atualmente, 324 municípios gaúchos encontram-se em situação de emergência, atingindo cerca de 2 milhões de pessoas. De acordo com o documento, as perdas já são consideradas incalculáveis, afetando consideravelmente a produção e a renda de muitos agricultores.

O documento lista os principais problemas enfrentados pelos trabalhadores, como a falta de água potável e o comprometimento de culturas como milho, feijão e leite, podendo colocar em risco a segurança alimentar, tanto das famílias no campo quanto dos consumidores. As organizações destacam também que milhares de famílias não puderam acessar recursos de crédito rural, devido à inadimplência junto aos agentes financeiros, ficando sem qualquer tipo de seguro da atividade.

Entre as reivindicações estão a ampliação de recursos destinados às prefeituras, doação de milho ou trigo animal aos agricultores familiares, abertura de crédito para agricultores e cooperativas. Há também uma reivindicação para que seja criado um programa de bolsa que ampare os atingidos pela estiagem ou qualquer tipo de evento climático.

Assinam a carta o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), a Via Campesina, a Federação dos Trabalhadores da Agricultura do Rio Grande do Sul (Fetag-RS) e a Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar da Região Sul (Fetraf-Sul).


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.