Trajano Silva Remates prevê um 2019 positivo para a agropecuária

Agropecuária

Trajano Silva Remates prevê um 2019 positivo para a agropecuária

Leiloeira encerrou 2018 com mais de 50 leilões realizados e destaque para a liquidez alcançada
Por:
84 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente

A Trajano Silva Remates encerra 2018 com uma expectativa positiva e a certeza de momentos melhores na agropecuária brasileira em 2019. Mais de 50 leilões foram realizados ao longo do ano com a venda de 2.197 mil bovinos e de 1.631 mil equinos. A liquidez nas pistas foi um dos destaques. Também as vendas foram bastante expressivas, com animais comprados por investidores do Rio Grande do Sul,  Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo, Ceará, Roraima, Tocantins e Distrito Federal. 

O diretor da leiloeira, Marcelo Silva, afirma que as raças sintéticas Brangus e Braford foram um dos principais atrativos dos remates devido ao grande número de animais comercializados, assim como as médias alcançadas, deixando em evidência o crescimento de ambas obtido ultimamente. Para o próximo ano, muitas novidades estão sendo preparadas, inclusive novas plataformas para fomentar negócios. 

Para Silva, o ano de 2019 deve ser bem melhor para a agropecuária, com a perspectiva de que o setor primário, alicerce produtivo da nação, seja prestigiado pelos novos governantes. “As exportações de carne estão se abrindo para mais países, a procura por animais em pé dos países do Golfo Pérsico e arredores vem aumentando, o que vai fazer com que muito produto terminado dentro do país, seja transferido para terminar além mares, o que deve enxugar a oferta e, teoricamente, aumentar os preços”,afirma.

O diretor da Trajano Silva Remates destaca ainda, para o próximo ano, o Leilão Liquidação Total da cabanha Santa Edwiges, de São Lourenço do Sul (RS), que ocorrerá no dia 12 de fevereiro, no Tattersal do Cavalo Crioulo, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio (RS). Será a última oportunidade de adquirir coberturas do garanhão Equador de Santa Edwiges, falecido em 2017 e considerado um dos cavalos com maior valor de mercado na história da raça. Silva lembra que a cabanha é a mais premiada em toda a história da raça Crioula na prova do Freio de Ouro, no mundo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink