Transgênicos: agricultores que agiram de boa-fé não serão prejudicados
CI
Agronegócio

Transgênicos: agricultores que agiram de boa-fé não serão prejudicados

Por:

Os deputados petistas Dionilson Marcon, Elvino Bohn Gass, Estilac Xavier e Frei Sérgio Gorgen saíram satisfeitos da audiência com o ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, ontem, que tratou da colheita e comercialização da soja gaúcha. Os parlamentares foram unânimes em assegurar que os agricultores que utilizaram, de boa-fé, sementes transgênicas podem ficar tranqüilos, pois não serão prejudicados.

Bastante otimista com o resultado da audiência, Marcon anuncia que grupo de trabalho, integrado por nove ministérios, deve apresentar medidas imediatas para garantir a colheita e a comercialização da safra de 2003. "O Governo Lula está empenhado em proteger os pequenos produtores, que foram as principais vítimas da propaganda enganosa promovida em torno dos transgênicos", ressalta.

Bohn Gass afirma que o grupo de trabalho deve construir posição de governo sobre o plantio e comercialização de produtos geneticamente modificados, baseada nos princípios da precaução e da legalidade. Ele revela ainda que o Ministério da Agricultura realizou levantamento que mostra que a quantidade de sementes tradicionais existentes no mercado é suficiente para a próxima safra. "Há clara sinalização do Governo Federal de criar condições para que a safra de 2004 seja melhor para os agricultores e para o Brasil, considerando questões mercadológicas, ambientais e científicas", prevê.

O Rio Grande do Sul é o Estado mais prejudicado pela disputa em torno dos transgênicos, diz Estilac Xavier. Ele enfatiza que o Governo Lula busca alternativas para proteger os agricultores e a economia gaúcha. "Teremos, em breve, uma posição de governo que irá contemplar medidas concretas para garantir a colheita e venda da safra de soja deste ano e o plantio de 2004 dentro da lei", enfatiza. Segundo o parlamentar, também haverá definição sobre o comportamento do Governo em relação ao recurso, impetrado pela Monsanto, que busca liberar para comercialização de cinco variedades de sementes transgênicas.

Gorgen está convicto de que o Governo Federal irá evitar prejuízos aos agricultores, que foram induzidos a plantar sementes contrabandeadas e que estão na iminência de perder toda a lavoura. O parlamentar acredita também que as medidas para socorrer a safra gaúcha deverão contemplar ações que incentivem o plantio de soja tradicional, independentemente do julgamento do recurso judicial, impetrado pela Monsanto.

Bohn Gass anuncia que, a partir de hoje, a bancada do PT na Assembléia Legislativa e a Secretaria Agrária do partido passam a discutir plano de ações para a próxima safra, visando a reverter a situação no Estado.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.