Três regiões iniciam colheita em MT

Agronegócio

Três regiões iniciam colheita em MT

Movimentação no campo acontece nas porções médio norte, oeste e sudeste
Por: -Marianna Peres
2096 acessos
O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) confirmou na sexta-feira (7) que a colheita da soja 10/11, em Mato Grosso, teve início em três das sete regiões onde o grão é produzido. Na edição da última terça-feira, o Diário anunciou com exclusividade a ação das colheitadeiras neste início de ano. A expectativa dos produtores é de que a partir de meados deste mês seja possível implementar ritmo à colheita que deverá seguir até março.

A movimentação no campo acontece nas porções médio norte, oeste e sudeste. Conforme o primeiro levantamento de colheita do Instituto - para esta safra -, dos 6,21 milhões de hectares cultivados, cerca de 0,3% estão colhidos, ou, cerca de 18 mil hectares.

Pela série do Imea, o volume de hectares colhidos até o dia 6 deste mês representa atraso de 1,2 pontos percentuais (p.p.) em relação ao resultado mensurado há um ano. O atual ciclo, cultivado ainda no último quadrimestre de 2010, teve um início problemático no Estado em função da forte estiagem. Sem chuvas em volume e freqüência ideais, o plantio sofreu atraso médio de mais de quatro semanas e ainda assim, teve muito produtor semeado variedades mais precoces em solo sem umidade, o que o segmento chama de “plantar no pó”. São esses hectares que começam a ser colhidos agora.

Conforme levantamento do Imea, a primeira região a iniciar a colheita foi a médio norte, porém, em função das chuvas e da falta de amadurecimento ideal das vagens não conseguiu intensificar os trabalhos. A região que sozinha detém quase 40% da produção estadual do grão soma mais de 2,45 milhões de hectares, dos quais, 0,5% foram colhidos. O município de Sorriso (460 quilômetros ao norte de Cuiabá) está com 0,5% da superfície colhida. São 600 mil hectares destinados anualmente à soja, o que faz de Sorriso campeão mundial em área plantada.

“A região mais adiantada é a oeste com 0,7% da área colhida, isto ocorreu devido alguns produtores terem optado pelo plantio da soja precoce com a intenção de dar lugar ao algodão”, observa o levantamento.

Na região sudeste onde existem 1,46 milhão de hectares semeados nesta safra, os trabalhos de extração do grão atingem somente 0,1%, com início da colheita confirmado apenas em Campo Verde (139 quilômetros ao sul de Cuiabá). A porções mais ao sul-mato-grossense têm a peculiaridade de plantio mais tardio e consequentemente de colheita mais tardia.

PROJEÇÕES – Anteontem a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou os números do 4° levantamento da safra brasileira de grãos. Para o Estado está mantida a previsão de mais um recorde para a sojicultura. As estimativas apontam para uma produção local de 19,49 milhões t, 3,9% acima da safra 09/10. Em relação à área, o aumento é de 2,4%, já que a cobertura vai a 6,37 milhões ha ante 6,22 milhões no ciclo 09/10. Se os números se confirmarem, a sojicultura estadual, que é a maior do Brasil, avança mais 2,4% em área e 3,9% em produção, o que garantiria o melhor resultado em mais de 30 anos de soja em Mato Grosso.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink