Trigo: RS tem pequenos negócios a R$ 1.240,00
CI
Imagem: Paulo kurtz/ Embrapa
CEREAIS

Trigo: RS tem pequenos negócios a R$ 1.240,00

Santa Catarina tem o mercado extremamente parado
Por: -Leonardo Gottems

De acordo com a TF Agroeconômica, foram vistos apenas pequenos lotes a R$ 1.240 embarque e pagamento imediato no mercado de trigo do Rio Grande do Sul, mas via de regra o mercado está andando de lado, neste momento. “Moinho até olharia a R$ 1.250,00/t janeiro, mas não houve vendedores neste preço. Preços de trigo branqueador entre R$ 1.450,00 e R$ 1.470,00 CIF moinhos, entrega até janeiro e pagamento em janeiro”, comenta. 

Santa Catarina tem o mercado extremamente parado, esperando janeiro chegar. “Nenhuma alteração no mercado catarinense de trigo, que continua calmo. Moinhos abastecidos para os próximos 30/60 dias e se preparando para a parada de final de ano. Preços inalterados, mas elevados, porque os moinhos locais precisam se abastecer ou no Rio Grande do Sul ou no Paraná e qualquer lote inclui frete de distâncias maiores.  E porque os preços pagos aos agricultores locais também são elevados”, completa. 

No Paraná o mercado continua inalterado, entrando em ritmo de férias. “Idéia de comprador continua a R$ 1.300,00 trigo posto Ponta Grossa, entrega e pagamento em janeiro/fevereiro de 2021.  Comprador posto  Curitiba  com  idéia  de  R$  1.320,00 CIF, pagamento semanal ou R$ 1.350,00, pagamento em janeiro de 2021.  Vendedor  firme  nos  R$  1.400,00  FOB  pra janeiro/fevereiro.  Mercado  bem  travado  há  mais  de duas semanas”, indica. 

“No mercado à vista, o trigo australiano permaneceu o mais competitivo na Ásia, apesar das ofertas de março e além de  permanecerem  firmes,  graças  ao  dólar  americano  fraco  e  à  reduzida  capacidade  dos portos  durante  o  primeiro trimestre de 2021 As ofertas para o carregamento de APW em março ficaram em torno de US$ 270- $ 272/t FOB da Austrália Ocidental. Com preços firmes, os compradores indonésios procuravam trigo para carregamento de janeiro a fevereiro no Mar Negro”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink