Trigo/CEPEA: Com desvalorização do trigo, não deve haver alteração na TEC
CI
Agronegócio

Trigo/CEPEA: Com desvalorização do trigo, não deve haver alteração na TEC

Possível venda do cereal abaixo do preço mínimo no 2º sem. preocupa
Por:

As recentes quedas nos preços do trigo podem dificultar a redução, ou até mesmo a isenção, da Tarifa Externa Comum (TEC) para países que não integram o Mercosul, esperada por compradores brasileiros. Os estoques considerados confortáveis por parte dos moinhos nacionais, a liberação recente de novos lotes da Argentina e a expectativa de safra maior na América do Sul devem influenciar a decisão ainda a ser tomada pela Câmara de Comércio Exterior (Camex). Segundo pesquisadores do Cepea, quando o pedido de alteração foi realizado, em abril, o cenário era diferente do atual. Havia incertezas sobre a oferta interna e a liberação dos embarques argentinos.

As cotações no Brasil estavam subindo, chegando aos maiores patamares do ano, quando, então, passaram a recuar. Agora, muitos produtores já temem a possibilidade de venda do cereal abaixo do preço mínimo no segundo semestre. No geral, os valores do cereal estão em queda há semanas, devido, principalmente, à intenção de vendedores de liberar estoques remanescentes no Paraná e Rio Grande do Sul. Além disso, moinhos continuam indicando que estão abastecidos com trigo importado, sem necessidade de compra de grandes volumes.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink