Trigo gaúcho tem pequenos negócios e preços gigantes
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,112 (0,05%)
| Dólar (compra) R$ 5,61 (0,12%)

Imagem: Marcel Oliveira

CEREAIS

Trigo gaúcho tem pequenos negócios e preços gigantes

"Os moinhos gaúchos estão se abastecendo de trigo paulista"
Por: -Leonardo Gottems
560 acessos

Os negócios de trigo da safra nova começam devagar, por isso, também, os negócios são pontuais, mas os preços são gigantes, segundo o que informou a TF Agroeconômica. “Os pequenos negócios feitos hoje de trigo novo foram fechados a R$ 1.200,00 FOB, ao qual é preciso ainda acrescentar o frete. Este preço é 41,17% acima do preço do trigo novo da safra passada, que começou a ser vendido a R$ 850,00/t”, comenta.  

“Os moinhos gaúchos estão se abastecendo de trigo paulista (15.500 tons conhecidas) e paranaense (outras 10.000 tons conhecidas). Os negócios de trigo local feitos nesta segunda-feira não chegam a 2.00 toneladas, mas assustam pelo preço”, completa. 

Em Santa Catarina, os moinhos estão recebendo contratos futuros de safra velha e alguns de safra nova e aguardando a colheita. “Todos os depoimentos que recebemos são de que os moinhos catarinenses tem trigo em casa ou a receber até a próxima safra, que deverá começar a ser colhida em outubro. Por enquanto, para cobrir alguma necessidade, o trigo paranaense é o mais competitivo no estado de Santa Catarina, enquanto a produção local não é colhida, como mostra a tabela ao lado. Chegaria aos moinhos locais ao redor de R$ 1.205,00, não muito longe do valor que chega aos próprios moinhos paranaenses”, indica. 

No Paraná, o clima não está ajudando. “Relatos de fortes ventos, que causaram acamamento e ocorrência de granizo, na região dos Campos Gerais, nos dois últimos dias provocaram danos que ainda estão sendo contabilizados. Isto fez os preços se tornarem ainda mais firmes em plena colheita, provocando retração nas ofertas e, como o trigo tem saído da lavoura com qualidade de comercialização industrial, os produtores entregam seus produtos diretamente aos moinhos, abastecendo-os momentaneamente”, conclui. 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink