Trilhões de cigarras devem invadir país americano
CI
Imagem: THOMAS V. MYERS/NATIONAL PEST MANAGEMENT ASSOC.
FENÔMENO

Trilhões de cigarras devem invadir país americano

Elas podem causar danos à agricultura local
Por: -Eliza Maliszewski

Deve ser um espetáculo da entomologia. Um comunicado do Instituto Politécnico da Universidade Estadual da Virgínia, nos Estados Unidos, destaca que trilhões de cigarras vão emergir do solo para voar pelos céus de algumas regiões da América do Norte em um evento que não é visto em nenhum outro lugar do mundo. O fenômeno deve ser visto entre abril e maio, na entrada na primavera no Hemisfério Norte.

São três espécies diferentes das cigarras comuns (magicicada septendecim, magicicada cassini e magicicada septendecula). Elas demoram de 13 a 17 anos para amadurecerem e ficam embaixo da terra até que se desenvolvam totalmente. As espécies brasileiras demoram de três a quatro anos para se transformarem de ninfa a cigarra.

Elas metem medo. Saem todas de uma vez só, têm olhos vermelhos, cores diversas e podem produzir ruídos ensurdecedores, superiores a 100 decibéis. 

O fenômeno será visto por cerca de 100 milhões de pessoas que vivem em regiões bastante povoadas, como Nova York, Nova Jersey, Geórgia, entre outros. As ninhadas sobrevoam essas regiões por quatro a seis semanas antes que a geração inteira morra.

Há o alerta para produtores locais, especialmente, de pomares, podendo prejudicar as videiras e macieiras e outras frutíferas, além das plantas ornamentais. Elas não fazem mal aos humanos. Em alguns locais, espera-se densidade de até 1,5 milhão de cigarras por acre (0,4 hectare).


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink