Troca de sementes e mudas crioulas realizada em Canela preserva espécies

Agronegócio

Troca de sementes e mudas crioulas realizada em Canela preserva espécies

O Primeiro Encontro Municipal de Sementes e Mudas Crioulas de Canela reuniu cerca de 85 pessoas, que levaram muitas sementes e mudas para troca.
Por:
1507 acessos

O Primeiro Encontro Municipal de Sementes e Mudas Crioulas de Canela, realizado nesta quarta-feira (12/10), no salão da comunidade de Morro Calçado, reuniu cerca de 85 pessoas, que levaram muitas sementes e mudas para troca. Entre elas: milho, feijão, abóbora, aipim, cana-de-açúcar, batata yacon, ornamentais, temperos, chás, mudas de árvores e uma infinidade de mudas e sementes de variedades antigas, que poucos produtores ainda possuem.

O salão foi decorado com cartazes e fotos sobre diversas plantas que podem ser cultivadas e consumidas, bem como textos explicando sua origem, cultivo e benefícios para a saúde.

Após a abertura oficial, o agricultor e biólogo Carlos José Frozi tratou do tema dos alimentos cujo cultivo foi abandonado e das Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs), que nascem de forma espontânea nos pátios e hortas e que são alimento nutritivo, muitas vezes ignorado pela população em geral. O cultivo no sistema orgânico também foi abordado, levantando a questão de que o modelo atual de produção leva o produtor a ignorar o adubo natural presente na propriedade e comprar adubos químicos a custos elevados, assim como a questão das doenças e mortes causadas pelo uso de agroquímicos.

Após o almoço, houve a participação de José Teixeira, representante da Fetag/RS, que promoveu dinâmicas com o público. Foram formados grupos para troca de sementes e debate entre os participantes, com a sugestão de firmar um compromisso para ações futuras.

O evento foi organizado pela equipe da Emater/RS-Ascar de Canela e Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Segundo a chefe do escritório, extensionista Maria Madalena Casola, a participação foi acima do esperado, não só em número de participantes, mas pela variedade de mudas e sementes que levaram. "Dessa forma, os produtores saíram satisfeitos, pois puderam levar muito material para reproduzir em suas propriedades", esclarece. 
 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink