UE descobre fraude em tarifas de açúcar procedente do Brasil

Agronegócio

UE descobre fraude em tarifas de açúcar procedente do Brasil

A UE desmantelou uma rede que fraudava as tarifas de importação de açúcar
Por: -Redação
1 acessos

A União Européia anunciou nesta quinta-feira (21-12) o desmantelamento de uma rede que fraudava as tarifas de importação de açúcar procedente do Brasil, que se fazia passar como originário da África para se beneficiar do sistema preferencial de importações de países de África, Caribe e Pacífico (ACP).

O caso, investigado pelas autoridades de diversos países coordenados pelo Escritório Europeu Anti Fraude (Olaf), se refere a 4 mil toneladas de açúcar não refinado procedente do Brasil, que foi refinado na Bulgária e introduzido na UE através do Reino Unido e de Malta, durante os anos de 2004 e 2005.

A operação representou o desvio de cerca de 2 milhões de euros em tarifas, assinalou a Olaf em comunicado. O importador já havia se envolvido anteriormente em irregularidades semelhantes, na importação de açúcar procedente de países balcânicos.

As autoridades competentes já iniciaram ações judiciais, confiscaram grandes quantidades de açúcar e congelaram bens. A UE mantém um acordo preferencial com os países ACP pelo qual as importações de açúcar dessas regiões desfrutam de um preço garantido e de uma quantidade fixa de importações com tarifa zero.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink