União libera R$ 200 milhões para comercialização da próxima safra de arroz no RS


Agronegócio

União libera R$ 200 milhões para comercialização da próxima safra de arroz no RS

Por:
1 acessos

O Ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, anunciou a liberação de R$ 200 milhões para a comercialização da próxima safra de arroz do Rio Grande do Sul. A quantia é 100% maior do que a oferecida no ano passado, e faz parte dos R$ 300 milhões disponíveis para o setor. O montante será dividido entre a indústria, através do Empréstimo do Governo Federal (EGF), e os produtores rurais, através da Cédula do Produtor Rural (CPR).

O anúncio foi feito pelo ministro da Agricultura na abertura da 13ª Oficial da Colheita do Arroz, na Fazenda do Sobrado, em São Lourenço do Sul. Participaram da cerimônia o Governador Germano Rigotto e o Secretário da Agricultura do Estado, Odacir Klein, entre lideranças políticas e do setor primário do Rio Grande do Sul.

Apesar de nem todas as reivindicações dos produtores terem sido atendidas, a verba já garante certa tranqüilidade para a comercialização das 5,3 milhões de toneladas de arroz, e supera a expectativa dos produtores, que em 2002, tiveram apenas R$ 60 milhões aplicados no EGF. O aumento da Tarifa Externa Comum (TEC) entre os países do Mercosul ainda não foi anunciado, mas o ministro acalmou os ânimos, dizendo que a proposta está em discussão com os países vizinhos. Segundo ele, o Brasil vai importar da Argentina e do Uruguai o arroz necessário para completar o consumo interno.

Segundo o ex-presidente do Instituto Riograndense do Arroz (Irga) e atual Delegado do Ministério da Agricultura no Estado, Francisco Signor, a expectativa é de que, com a medida, o mercado supere as expectativas, mesmo com a redução de estoque do produto. "Em 2002 estávamos com 1,7 milhões de toneladas, mas neste ano não tem nada na mão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab)", explica, dizendo que os contratos de opção estão em tratativas avançadas.

A Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul (Farsul) acredita que a posição assumida pelo governo federal foi positiva a respeito dos financiamentos. Segundo o presidente da entidade, Carlos Sperotto, apesar de nem todas as reivindicações terem sido atendidas, tudo está encaminhado. "Estamos aguardando implementação imediata do que foi anunciado", comenta.

Para o Secretário da Agricultura do Rio Grande do Sul, Odacir Klein, o anúncio da liberação dos R$ 200 milhões deixou os arrozeiros mais tranqüilos para a comercialização da produção expressiva de 2003. "A maior questão girava em torno deste anúncio, e agora eles vão comercializar bem", comenta.

O governador Germano Rigotto aproveitou a ocasião e anunciou que a Secretaria da Fazenda está fazendo um levantamento para discutir a questão da equalização do Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias (ICMS), e demostrou uma expectativa positiva para a colheita desta safra de arroz. "A liberação anunciada pelo Ministro de R$ 200 milhões para a EGF, principalmente, e a possibilidade de avançarmos na discussão da tarifa externa comum, além da definição de um preço mínimo para o arroz, leva-me a acreditar que teremos uma melhoria na produção", disse, sustentando que a cada R$ 1,00 a menos no preço da saca, representa R$ 100 milhões a menos na receita do setor primário.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink