Unica pede prioridade para produção de etanol

Agronegócio

Unica pede prioridade para produção de etanol

Entidade quer garantir a mistura de 25% na gasolina
Por:
1435 acessos
Folhapress - A União das Indústrias de Cana-de-Açúcar (Unica) pediu, em circular distribuída aos seus 123 associados, que priorizem a produção de etanol para garantir a mistura de 25% na gasolina.

A medida foi justificada como necessária para garantir o abastecimento, uma vez que os preços elevados do etanol hidratado contribuíram para o maior consumo da gasolina.

Em nota, a instituição informou que o pedido tem como objetivo ''contribuir para a estabilidade do abastecimento e evitar carências de produto nas bombas''.

Uma das preocupações é com a falta do produto para o feriado de Páscoa. Eles também temem a possibilidade de o governo reduzir o percentual de anidro na gasolina, o que fará o setor perder mercado.

Com relação ao valor, o anidro remunera, atualmente, mais que o etanol hidratado e o açúcar. Na última semana, o preço do produto nas usinas alcançou R$ 2,13 o litro.

Simulação da FG/Agro aponta que a moagem de 2 milhões de toneladas de cana para fabricação de anidro gera faturamento médio de R$ 340,9 milhões. Nas mesmas condições, o açúcar rende R$ 265,6 milhões e o hidratado, R$ 250 milhões.




Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink