USDA revisa para baixo previsões sobre trigo brasileiro

ESTIMATIVAS

USDA revisa para baixo previsões sobre trigo brasileiro

“A redução é devida a condições de seca e geadas esporádicas nos estados do Paraná e do Rio Grande do Sul"
Por: -Leonardo Gottems
297 acessos

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) revisou para baixo as estimativas de produção do trigo brasileiro para a safra 2018/2019. De acordo com as informações divulgadas pelo USDA, a produção de trigo está prevista em 5,2 milhões de toneladas, o que significa uma queda de 300 mil toneladas em ralação a última previsão que ocorreu em julho. 

“A redução é devida a condições de seca e geadas esporádicas nos estados do Paraná e do Rio Grande do Sul, o maior e o segundo maiores produtores do Brasil, respectivamente. Apesar das expectativas mais baixas para a safra atual, a safra prevista ainda representa um aumento de 22% sobre o ciclo 2017/2018, que sofreu severamente com as condições climáticas adversas”, diz o texto. 

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) espera ver a expansão da produção de trigo na região central do País a longo prazo. As estimativas do Mapa dão conta de que a produção brasileira de trigo deve praticamente dobrar para 10 milhões de toneladas na próxima década. “Apesar disso, os problemas de infraestrutura e a falta de capacidade de moagem continuam a dificultar a expansão do trigo no Centro-Oeste", informa. 

Segundo o USDA, as importações do ano de mercado de 2017/2018 estão estimadas em 7 milhões de toneladas, uma queda de quase 5% em relação a 2016/17 devido ao enfraquecimento do poder de compra do real. O Departamento indica também que as exportações do ano de mercado de 2017/2018 também foram reduzidas para 235 mil toneladas em dados comerciais quase finais. “Os preços domésticos da farinha também aumentaram devido ao alto custo de transporte depois que o Brasil implementou sua política de frete mínimo para a carga”, conclui.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink