Agronegócio

Uso do glifosato é prorrogado por mais 18 meses

Medida foi anunciada pela Organização Mundial da Saúde
Por:
7559 acessos

Países da comunidade europeia se reuniram em Genebra (Suíça) em busca de consenso sobre o uso do glifosato na agricultura mundial. De acordo com a diretora-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Margareth Chan, a aplicação do herbicida foi prorrogada por mais 18 meses. Para o secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Eumar Novacki, a decisão libera a produção brasileira do clima de insegurança.

“A diretora-geral entendeu a importância do glifosato para a agricultura mundial. Antes de se estabelecer claramente se um produto é perigoso, é necessário avaliar cientificamente qual o seu risco para a saúde humana. Não se pode banir um produto largamente utilizado pela produção agrícola, e que contribui para sua produtividade, sem critérios científicos”, disse Novacki, que participou da reunião, na semana passada.

Segundo Novacki, a diretora-geral da OMS vai acompanhar os estudos e já adiantou que concorda com essa posição. “Temos que evitar as manifestações que tragam insegurança e gerem especulações que desequilibram o mercado agrícola e colocam em xeque a segurança alimentar mundial”, alertou Margareth Chan.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink