USP e Merial inauguram uma “nova era” na seleção da raça Nelore

Agronegócio

USP e Merial inauguram uma “nova era” na seleção da raça Nelore

Parceria desenvolveu as primeiras DEPs Assistidas por Marcadores Moleculares validados no Brasil para a raça
Por: -Marianna
1714 acessos
Parceria desenvolveu as primeiras DEPs Assistidas por Marcadores Moleculares validados no Brasil para a raça
 

Os resultados de uma pesquisa inédita no Brasil realizada pelo Grupo de Melhoramento Animal e Biotecnologia da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo (GMAB-FZEA/USP) em cooperação com a Merial e sua área de serviços genéticos IGENITY prometem inaugurar uma nova era nos processos de seleção genética da raça Nelore.

As novas pesquisas, com foco na integração da genética molecular à genética quantitativa, reúnem estimação das primeiras Diferenças Esperadas de Progênie (DEP) Assistidas por Marcadores Moleculares, com uso validado em bovinos de corte da raça Nelore no Brasil. Segundo o Prof. Dr. José Bento Sterman Ferraz, do GMAB-FZEA/USP, os resultados preliminares deste estudo são muito promissores quanto às correlações genéticas entre as DEP e os VGM encontradas indicando ganhos significativos nas acurácias das estimativas das DEPs.

“Estudos demonstram que os ganhos advindos da integração entre dados moleculares e quantitativos, permitirão que bezerros machos recém-nascidos, quando submetidos a seleção com DEP Assistidas por Marcadores, alcancem acurácias semelhantes a touros com 5 a 7 progênies, antecipando, no mínimo, 3 a 4 anos antes de terem informação relativa a desempenho produtivo de seus filhos”, afirma o Professor.

De acordo com Henry Berger, Gerente de Marketing de Grandes Animais da Merial, o impacto na segurança das decisões sobre quais animais devem ser selecionados aumentará de maneira muito expressiva e com muita antecedência, incrementando a produtividade, que, no fim das contas, é o que remunera o produtor.

“Em outras palavras, os benefícios vão desde maior segurança na tomada de decisões de seleção, antecipação expressiva no processo de seleção de touros jovens de alto valor genético, até diminuição do intervalo de gerações, aceleração do progresso genético anual gerando aceleração da produtividade e ainda, potencial redução de custos com provas de progênie”, afirma o gerente da Merial.

As pesquisas

O estudo analisou uma população de mais de 8 mil animais, genotipados para mais de 300 marcadores moleculares ligados a genes específicos, os quais foram escolhidos a partir de análises iniciais que utilizaram as mais modernas tecnologias de genotipagem baseadas em chips de alta densidade (exemplo: Illumina HD Genotyping BeadChip). Além disso, uma amostra de cerca de 3.400 animais da raça Nelore, provenientes de 6 rebanhos distintos foram analisados para definição dos efeitos de cada marcador sobre 14 características de grande interesse econômico para a pecuária brasileira.

“Esse processo envolveu a utilização das mais atualizadas metodologias de análise estatística em curso no mundo, demonstrando o interesse do grupo em aplicar o que há de mais inovador na área. Como resultados dessas análises foram gerados os Valores Genéticos Moleculares (VGM) desses animais, que nada mais são que a somatória dos efeitos de cada marcador para as características em questão”, afirma o Prof. Dr. José Bento.

Na seqüência do processo, foram conduzidas análises de estimação de DEP, utilizando modelos animais completos, para todas essas características, considerando-se um conjunto de dados composto por mais de 520 mil animais na matriz de parentesco e cerca de 445,4 mil animais com registros de produção, pertencente à Agropecuária CFM, maior projeto especializado na produção de touros Nelore com CEIP (Certificado Especial de Identificação e Produção) do país.

As DEPs, da maneira como são estimadas e divulgadas, estão sendo geradas para as características ligadas ao índice de seleção da CFM (peso à desmama, ganho de peso pós desmama, perímetro escrotal e escore de musculosidade), em análise conjunta com os VGMs. O impacto dessa avaliação conjunta DEP+VGM na acurácia das estimativas foi avaliado nesse conjunto de dados, num complexo e moderno processo computacional.

“A pecuária brasileira atravessa um momento muito positivo em termos de valorização de seus principais produtos e os resultados demonstrados na pesquisa só tem a somar a esse cenário. Agora, aparentemente será possível uma aceleração do progresso genético, além da maior amplitude de informações para o processo de tomada de decisões, e mais uma vez continuaremos na vanguarda da seleção na raça Nelore”, avalia Luis Adriano Teixeira, coordenador de pecuária Agropecuária CFM.

“Com esse estudo pioneiro e inédito no Brasil, que reflete uma verdadeira parceria público-privada com esforço conjunto de pesquisadores do GMAB-FZEA/USP, da equipe da Merial Saúde Animal, de parceiros de instituições norte-americanas e rebanhos parceiros como o da CFM, espera-se dar uma significativa contribuição à manutenção do espaço conseguido pelo Brasil como maior exportador de carne do planeta, visando maior produtividade e melhor qualidade de nossos produtos”, conclui Berger.

As informações são de assessoria de imprensa.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink