Vacaria (RS) exporta carga de maçã com o selo PIM


Agronegócio

Vacaria (RS) exporta carga de maçã com o selo PIM

Por:
31 acessos

Maçãs produzidas com menos adubos e pesticidas já estão sendo comercializadas no país e no mercado externo. A primeira carga com o selo de Produção Integrada (PIM) saiu de Vacaria, semana passada, para a Central de Abastecimento de São Paulo. A redução dos componentes químicos na marca é resultado do trabalho que a Embrapa Uva e Vinho vem desenvolvendo desde 1997, em Bento Gonçalves, quando foi editada norma técnica de controle e iniciados treinamentos para execução dos sistema de produção integrado.

Segundo a coordenadora do projeto, Rosa Sanhueza, o selo de qualidade atesta que as maçãs que estão sendo produzidas atualmente têm resíduos mínimos de acaricidas, não possuem peritróides e apresentam reduzido uso de fungicidas. Ela estima uma produção de 750 mil toneladas de maçãs este ano no país, sendo quase 25% a área plantada sujeita à certificação. No Rio Grande do Sul, de um total de 12 mil hectares plantados, em torno de 45% produzem a maçã diferenciada. Há uma euforia entre os produtores devido ao aumento das exportações. 'Antes, de 25% a 40% eram comercializados fora do país; agora, a perspectiva é de 70% da produção', afirmou a pesquisadora.

Quanto ao preço da fruta sem pesticidas, Rosa espera que, na próxima safra, fique mais barata. Por enquanto, está R$ 2,00 mais cara que a maçã sem o PIM.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink