Vencedores da competição de soja destacam importância da Agrobrasília
CI
Agronegócio

Vencedores da competição de soja destacam importância da Agrobrasília

Adriano Melo, representante de vendas da Syngenta, afirmou que a boa colocação nas competições garante melhores negócios
Por:
As empresas de insumos vencedoras da competição de cultivares de soja da AGROBRASÍLIA 2013 destacaram a importância dos resultados para o aumento do volume de negócios fechados na Feira. A divulgação das produtividades das sementes instigaram os produtores locais a procurar a Syngenta, a Nidera e a Biogene, campeãs nos ciclos semi precoce, precoce e médio, respectivamente, para conhecer os materiais e comercializar os produtos para a próxima safra.


Adriano Melo, representante de vendas da Syngenta, afirmou que a boa colocação nas competições garante melhores negócios. “Ano passado a gente fez muitos negócios de soja aqui. Ontem (15) já batemos um recorde de vendas com esse material campeão. Os produtores confiam porque toda condução desse experimento é feito sem interferência das empresas, é a organização da Feira que faz todo o manejo e o pessoal confia em virtude disso”, afirmou. A Syngenta foi campeã no ciclo semi precoce, com produtividade média de 61,3 sacas de soja por hectare. A expectativa para esse ano é comercializar US$ 3 milhões em defensivos e sementes. “Mas podemos até superar, porque vemos que os negócios estão bem aquecidos este ano aqui na Feira”, concluiu.

Segundo Marcelo Grespan, representante comercial da Nidera, o estande está mais visitado que nos outros anos em virtude dos bons resultados na competição de cultivares. “Superamos toda venda de milho do ano passado já no segundo dia da feira, foi até uma surpresa. Estamos satisfeitos. Já comercializamos também 90% das sementes de soja”, comemorou. A intenção é vender 10 mil sacas de milho e 30 mil de soja até o sábado. Ele destacou ainda a importância dos ensaios realizados na Feira. “É a confirmação da seriedade do trabalho da AGROBRASÍLIA, porque realmente refletiu aquilo que está no campo. Pra gente é muito importante, isso reflete em vendas, em posicionamento do que está sendo colocado do portfólio e mostra a gama de produtos que a empresa tem”, finalizou. A Nidera foi campeã no ciclo precoce, com produtividade média de 58,73 sacas por hectare.


A competição de ciclo médio foi vencida pela Biogene. A semente alcançou produtividade de 61,01 sacas de soja por hectare. Para o representante comercial Ricardo Gouveia Pereira a participação da empresa na AGROBRASÍLIA é estratégico para alcançar mercado e divulgar o material pesquisado, como o campeão no ensaio realizado pelo evento. “É importantíssimo pra difundir nossos materiais não só na região, mas uma referência nacional que a feira proporciona. Assim que saíram os resultados o pessoal já veio procurar, buscou saber como que é a soja, perguntar pra gente o preço, comercialmente falando. Alguns já interessaram para conhecer o material na propriedade deles, existe confiança para comprar em escala, colocar numa área maior”, destacou.

Todas as empresas destacaram a presença de agricultores de vários lugares do país na AGROBRASÍLIA: municípios de Tocantins e Piauí, Catalão-GO, Ipameri-GO, Caldas Novas-GO, Silvânia-GO, Formosa-GO, Cristalina-GO, Goiânia-GO, Rio Verde-GO e de todo noroeste de Minas Gerias.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.