Vencedores do Hackathon Embrapa serão divulgados dia 27

Agronegócio

Vencedores do Hackathon Embrapa serão divulgados dia 27

Aplicativos de Manejo Integrado de Pragas (MIP) auxiliarão as culturas da soja, feijão, milho e algodão
Por:
991 acessos

Aplicativos de Manejo Integrado de Pragas (MIP) auxiliarão as culturas da soja, feijão, milho e algodão

No próximo dia 27 de outubro, quinta-feira, estudantes de universidades do Distrito Federal põem à prova seus conhecimentos na última etapa do Hackathon Embrapa. A maratona de programação, que começou no dia 7 de outubro, chega ao final com nove equipes. Elas cumpriram o desafio de transformar informações de pesquisas da Embrapa em aplicativos para dispositivos móveis capazes de auxiliar técnicos e produtores na tomada de decisão em Manejo Integrado de Pragas (MIP), para as culturas da soja, feijão, milho e algodão.

A apresentação e o julgamento dos aplicativos serão realizados no bloco D do Edifício Sede da Embrapa, em Brasília. A demonstração das soluções começa às 13h. O julgamento e premiação acontecem no mesmo dia. Os três melhores aplicativos poderão ser incorporados ao catálogo de apps da Empresa para as plataformas Android ou IOS. As equipes vencedoras vão receber kits para desenvolvimento de softwares e cursos na área de Tecnologia da Informação.

De acordo com o coordenador do evento, Fabiano Mariath, do Departamento de Tecnologia da Informação da Embrapa, a avaliação dos aplicativos levará em conta o resultado final e também todas as etapas do desenvolvimento dos produtos, que devem observar os processos de engenharia de software. "Assim, o Hackathon também apresenta um caráter pedagógico, uma vez que a boa utilização dos conhecimentos obtidos em aula será observada para efeito de classificação das equipes."

Histórico

No primeiro dia do evento (7/10), 12 equipes com alunos de instituições do Distrito Federal conheceram os conceitos de MIP em uma palestra com o técnico Sérgio Abud, da Embrapa Cerrados (Brasília, DF). Durante o restante do dia, os times trabalharam no planejamento e concepção do storyboard das soluções. Para isso, contaram com o apoio dos pesquisadores Simone Martins Mendes, da Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas, MG); Edson Hirose, da Embrapa Soja (Londrina, PR); Flavia Rabelo Barbosa Moreira, da Embrapa Arroz e Feijão (Santo Antonio de Goiás, GO); e Sandra Morais Rodrigues, da Embrapa Algodão (Campina Grande, PB).

Durante 20 dias, as equipes trabalharam na geração dos produtos, até o desenvolvimento dos códigos dos aplicativos. O Hackathon contou com a participação de alunos da Upis, Unip, UniCeub, UnB e Estácio/Facitec.

O evento

O Hackathon Embrapa é uma maratona de programação para o desenvolvimento de aplicativos móveis com informações da Empresa, voltada a estudantes ou egressos (formados há no máximo três anos) de instituições de ensino superior, públicas ou privadas.

O evento é realizado pelo Departamento de Tecnologia da Informação (DTI), em parceria com Secretaria de Inteligência e Macroestratégia (SIM), Departamento de Transferência de Tecnologia (DTT), Secretaria de Comunicação (Secom), Departamento de Administração do Parque Estação Biológica Embrapa (DAP), Embrapa Milho e Sorgo, Embrapa Soja, Embrapa Arroz e Feijão e Embrapa Algodão. O Hackathon conta, ainda, com o patrocínio das empresas Polisys, First Decision, SAP e DFTI, e com o apoio da Fundação Eliseu Alves.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink