Venda de suínos e de fumo são temas de missão na China

Agronegócio

Venda de suínos e de fumo são temas de missão na China

Missão do MAPA chega nesta quinta-feira à Pequim
Por:
1888 acessos
Antecipando a visita à China da presidente Dilma Rousseff, nos próximos dias 11 e 12, uma missão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) chega nesta quinta-feira (7) à Pequim. A ampliação da exportação de produtos agropecuários é tema da pauta do grupo. A carne suína e o tabaco baiano são os principais focos da equipe chefiada pelo diretor do Departamento de inspeção de Produtos de Origem Animal da Secretaria de Defesa Agropecuária, Luiz Carlos Oliveira.


Oliveira avalia que as negociações são de grande relevância para o setor. "A China representa um grande futuro para o comércio de produtos agropecuários brasileiros. A intenção do governo é ampliar o intercâmbio comercial de interesse do nosso agronegócio", afirma.

A delegação vai discutir a abertura das exportações de carne suína do Brasil. A China é um dos maiores produtores de carne suína, com cerca de 20 milhões de toneladas, totalmente destinadas ao mercado interno. E também é grande importadora do produto. Já o Brasil produz anualmente cerca de 3 milhões de toneladas. A abertura do mercado chinês para a carne suína brasileira é aguardada desde 2009, quando o presidente Lula esteve na China e o assunto não foi resolvido, frustrando as expectativas do setor.


O presidente da Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs), Pedro de Camargo Neto, embarcou nesta quarta-feira (6) para a China para acompanhar as negociações e a visita presidencial. Em entrevista ao "DCI", Camargo Neto se mostrou entusiasmado. "Esperamos que a visita da presidente Dilma, que, dizem, quer uma diplomacia de resultados, seja coroada de êxito, isto é, abra o mercado para as exportações, entre outros produtos, de carne suína", disse .

Atualmente, o governo brasileiro negocia a aprovação de 26 estabelecimentos de abate, dos quais 13 já foram visitados e inspecionados pelos chineses no ano passado. Caso as negociações avancem, essa será a primeira vez que o Brasil exportará carne suína para a China, um dos maiores consumidores mundiais do produto.


Outra proposta da missão, segundo a assessoria do Mapa, é ampliar a habilitação de outros estados, Bahia e Alagoas, para a exportação de tabaco. Hoje, o Brasil vende fumo proveniente apenas do Rio Grande do Sul. Para avançar nessas negociações, o País receberá a visita de inspetores chineses na época da safra, que começa em abril. O objetivo é auditar o processo de cultivo, armazenamento e transporte das folhas de tabaco baianas e alagoanas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink