Venda de vacinas contra aftosa deve bater recorde este ano

Agronegócio

Venda de vacinas contra aftosa deve bater recorde este ano

A demanda para este ano deverá alcançar 380 milhões de doses, volume recorde para o Brasil
Por:
1 acessos

A comercialização de vacinas contra Febre Aftosa no Brasil pode atingir novo recorde em 2005. A demanda para este ano deverá alcançar 380 milhões de doses, contra 374 milhões de doses em 2004. De acordo com números do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (Sindan), Mato Grosso tem demanda para 27,5 milhões de doses. O maior volume de vacinas registrada pelo órgão para este ano, o que segundo o coordenador da Central de Selagem de Vacinas (CSV), Silvio Cardoso Pinto, “confirma a superioridade de Mato Grosso, como maior rebanho bovino do País”.

Pelas estatísticas de demandas para 2005 do Sindan, as autoridade sanitárias de Mato Grosso encaminharam pedidos de volume de 5,5 milhões de doses para a etapa de fevereiro, de 12 milhões para maio e de 27,5 milhões para novembro.

Dados da Central de Selagem de Vacinas (Vinhedo, SP), órgão constituído em parceria entre o Sindan e o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), indicam que até o início de março foram comercializadas cerca de 36 milhões de doses.

Deste total, pelo menos 5,5 milhões de doses já foram adquiridas pelos pecuaristas mato-grossenses. No Estado, o calendário vacinal está dividido em três etapas, sendo a primeira realizada em fevereiro com a obrigatoriedade de imunização dos rebanhos bovinos e bubalinos de zero a 12 meses. As outras são realizadas na mesma época do calendário nacional, maio e novembro. Na primeira etapa de 2005, Mato Grosso atingiu o maior índice de cobertura vacinal de todos os tempos para o período, 94,68%.

O ponto alto da vacinação no primeiro semestre ocorre em maio, quando haverá vacinação no Acre, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso (já a segunda etapa), Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Piauí, São Paulo, Sergipe e Tocantins. Nesse período, o Ministério a comercialização de 116 milhões de doses.

O consultor do Sindan, Sebastião Costa Guedes, informa que o Brasil possui capacidade de produção superior a 500 milhões de doses por ano e os laboratórios fabricantes trabalham com estoques superiores a 40 milhões/doses, atendendo exigência do Mpapa. Neste momento, o estoque conta com cerca de 100 milhões de doses de vacinas contra Febre Aftosa.

100% RASTREADAS - O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) dispõe de um importante instrumento de controle, rastreabilidade e acompanhamento do fornecimento de vacinas veterinárias: a Central de Selagem de Vacinas (CSV). Constituída em parceria com o Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal, entidade que reúne os laboratórios veterinários que atuam no País, (Sindan), a unidade – instalada em Vinhedo (SP) – desempenha papel relevante para o governo Federal no combate à Febre Aftosa e na garantia da qualidade da vacina.

O coordenador da Central de Selagem de Vacinas, Silvio Cardoso Pinto, explica que o órgão foi criado inicialmente para apoiar o Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA), mas ganhou importância devido ao trabalho sério que realiza. Com isso, também passa a centralizar a distribuição de outras vacinas utilizadas em campanhas públicas.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink