Viveiro paulista é o primeiro do Brasil a ter certificação ISO 9001

Agronegócio

Viveiro paulista é o primeiro do Brasil a ter certificação ISO 9001

Obtenção do selo é um marco na batalha para a fitossanidade da citricultura
Por: -Janice
3193 acessos
Obtenção do selo é um marco na batalha para a fitossanidade da citricultura

Mais um importante passo para vencer os principais desafios no cultivo de citros foi dado. A Citrograf – reconhecida mundialmente por ser a primeira a produzir mudas cítricas protegidas em viveiros telados – acaba de se tornar o único viveiro comercial do Brasil com a Certificação Internacional da Qualidade em conformidade com a NBR ISO 9001:2008.

A conquista do selo representa uma vitória na batalha contra a propagação de doenças de citros nos viveiros. “Os citricultores serão os mais beneficiados, já que poderão adquirir mudas com confiabilidade e rastreabilidade”, afirma o diretor-presidente da empresa, César Graf.

Para ele, a obtenção da certificação é fruto de diversas atitudes pioneiras no cultivo de mudas ao longo de mais de 40 anos de história. O processo de certificação envolve o cumprimento de requisitos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), da legislação vigente para a produção de mudas e para o cultivo de citros, além de atender às necessidades dos produtores.

O consultor Ricardo Gonçalves, da Apoio Consultoria & Treinamento, que atuou diretamente no processo de certificação nos viveiros da Citrograf, explica que a conquista é resultado da implementação e manutenção de um sistema de gestão da qualidade. “Todo o trabalho foi desenvolvido baseado nos oito princípios recomendados pela ISO 9001”, ressalta.

Segundo Graf, a conquista da certificação só foi possível devido a excelência dos processos internos dentro dos viveiros. “Investimos na capacitação dos colaboradores, monitoramos constantemente o ambiente de trabalho, mantemos os clientes satisfeitos num processo contínuo de melhoria do sistema de gestão de qualidade”, diz.

Citrograf

Fundada em 1968, a Citrograf é responsável pela produção de mais de um milhão de mudas por ano. Conta com uma equipe de 120 pessoas que atuam em viveiros nas cidades de Rio Claro, Conchal e Ipeúna. A empresa foi pioneira na construção de viveiros telados, no final da década de 1990.

A produção de mudas em viveiros telados se tornou lei no Estado de São Paulo, em 2003, como forma de proteger os viveiros da Clorose Variegada do Citros (CVC). A medida rendeu resultados imediatos no controle da doença, além de diminuir a incidência de Phytophthora, causador da gomose, e de pragas do solo.
Com os viveiros telados, o setor já estava adaptado para uma das medidas de prevenção do greening –a utilização de mudas sadias ­– quando a doença chegou ao Brasil em 2004.
 
As informações são da assessoria de imprensa da Citrograf.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink