Workshop discute alternativas para o desenvolvimento sustentável da Amazônia
CI
Imagem: Pixabay
EVENTO

Workshop discute alternativas para o desenvolvimento sustentável da Amazônia

Os temas debatidos no encontro também são foco do portfólio Amazônia
Por:

Apresentar  tecnologias  e propostas de projetos  com foco no  fortalecimento de cadeias produtivas de valor da biodiversidade amazônica e prevenção e combate ao desmatamento na região, para implementação de ações do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal. Esses e outros assuntos integraram a pauta do Workshop "Bioeconomia e Sistemas Integrados na Amazônia'', realizado na segunda-feira (23), pela plataforma do Youtube da Embrapa. 

Organizado pela Embrapa Pesca e Aquicultura (Palmas-TO), Embrapa Amazônia Ocidental (Manaus-AM) e Embrapa Agrossilvipastoril (Sinop-MT), o encontro contou com mais de 100 participantes entre pesquisadores, estudantes, técnicos, representantes governamentais e de entidades da sociedade civil.

Rita Milagres, pesquisadora e chefe da Secretaria de Inteligência e Relações Estratégicas da Embrapa, destacou a importância da parceria com o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal, firmada em julho deste ano. “A cooperação institucional também prevê um  esforço conjunto para a busca de recursos financeiros. As ações  do consórcio deverão ser desenvolvidas pelas nove Unidades da Embrapa localizadas na Amazônia, em conjunto com os governos estaduais e instituições parceiras da região”, afirmou.

Ainda segundo a gestora, esse é o primeiro de uma série de eventos que serão realizados e  esse diálogo possibilita  novas oportunidades de cooperação e ampliação do uso de tecnologias desenvolvidas pela Empresa. Os temas discutidos também estão alinhados a dois eixos do  Plano de Recuperação Verde (PRV):  Economia Verde, Inovação e Governança Territorial e Ambiental da Amazônia Legal. 

O secretário de planejamento do estado do Amapá e coordenador da Câmara de Gestão Estratégica do Consórcio Interestadual da Amazônia Legal,   Eduardo Correa Tavares, apresentou o projeto "Combate ao desmatamento e bioeconomia", iniciativa que integra o Plano de Retomada Verde (PRV) e também será apresentada na COP 26 - Conferência das Partes, que acontecerá em novembro, na Escócia, e reunirá 197 países no debate sobre as mudanças climáticas e as ações de combate ao problema global.

"O Workshop congregou estudos, conhecimentos e iniciativas valorosas que podem criar sinergia e potencializar transformações na Amazônia em termos de índice socioeconômico e de qualidade  de vida.   São desafios amazônicos do Consórcio e do PRV que vêm sendo  tratados de forma conjunta pela pesquisa, governos estaduais e  outras instâncias", ressaltou.

Para o pesquisador da Embrapa Acre, Judson Valentim,  o evento permitiu alinhar o diálogo entre formuladores de políticas públicas e instituições de pesquisa. “Os estudos e tecnologias apresentadas têm um objetivo comum: aumentar a adoção em larga escala de soluções para inovação com foco na bioeconomia e sistemas de produção integrados, buscando conciliar o processo de desenvolvimento econômico com inserção produtiva, melhoria do bem viver da população  e  conservação dos recursos naturais da Amazônia”, afirmou.

As apresentações técnicas também contemplaram diferentes temáticas relacionadas ao desenvolvimento econômico sustentável da região. A pesquisadora da Embrapa Pesca e Aquicultura, Andrea Muñoz, falou sobre “Bioeconomia do pescado na Amazônia”. Edson Barcelos da Silva,da Embrapa Amazônia Ocidental, destacou  o tema  “Bioeconomia Vegetal na Amazônia"  e Júlio César dos Reis,  pesquisador da Embrapa Agrossilvipastoril, fez uma apresentação sobre “Sistemas integrados na Amazônia”. 

Gustavo Gonzaga, pesquisador  da Pontíficia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), apresentou um diagnóstico sobre o Mercado de Trabalho na Amazônia. O professor da Universidade de Nova York e pesquisador da Iniciativa Amazônia 2030, Salo Coslovsky, abordou as oportunidades na exportação de produtos compatíveis com a floresta. Os participantes do Workshop também puderam conhecer aspectos do Programa de Desenvolvimento Sustentável da Agropecuária da Amazônia (PDSAA - Agronorte) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Apresentada pela diretora de Programas de Desenvolvimento Territorial do Mapa, Adriana Melo Alves, essa política pública está em fase de formulação e busca aliar  princípios de sustentabilidade ao processo de desenvolvimento produtivo na região. 

Portfólio Amazônia 

Os temas debatidos no encontro também são foco do portfólio Amazônia, iniciativa que  congrega nove centros de pesquisa e equipes de 35 centros da Embrapa em ações de pesquisa desenvolvidas em parceria com governos estaduais e diferentes segmentos produtivos. Segundo Valentim, a execução da carteira de projetos busca desenvolver soluções para os principais desafios da Inovação e para o desenvolvimento da Amazônia Legal. “Nesse sentido, será possível compartilhar soluções tecnológicas que também são de interesse do Consórcio”. Para acessar o evento na íntegra, clique aqui.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.