GO: Desafio Agro StartUp 2021 apresenta seus vencedores
CI
Imagem: Divulgação
PECUÁRIA

GO: Desafio Agro StartUp 2021 apresenta seus vencedores

O evento aconteceu em formato híbrido, com a participação de todas agtechs
Por:

No último dia 10 de julho, o Sistema Faeg/ Senar e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae Goiás) realizaram a etapa final do Desafio Agro Startup 2021, conhecida como Demoday (dia de apresentação).

O evento aconteceu em formato híbrido, com a participação de todas agtechs. Todas equipes aceleradas tiveram a oportunidade de reunir com a banca e mostrar as soluções desenvolvidas durante o Programa de Pré-Aceleração, o Acelera Campo. Na programação, uma verdadeira “peneira” para identificar os grupos que melhor trabalharam os principais pilares para que a startup tenha sucesso em sua jornada.

Sob o olhar atento da banca examinadora - formada por profissionais da Bayer, Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, IFAG (Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária), SEDI (Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação) e dos realizadores do Desafio, Sistema Faeg/Senar e Sebrae Goiás, nove equipes apresentaram suas ideias e produtos inovadores para solucionar dores reais vividas pelos produtores rurais no campo, estruturadas ao longo dos últimos quatro meses.

As apresentações foram organizadas em pitches, onde cada grupo teve sete minutos para convencer os examinadores que sua proposta era a melhor, além de três minutos de sabatina pela banca. Dentre os critérios foram avaliados o plano de negócio, a viabilidade financeira, a proposta de valor criada por cada concorrente e as estratégias traçadas para prosperar no competitivo mercado. Os examinadores pontuaram rigorosamente o problema, a solução e a forma de gerar valor e ganhar dinheiro inerente às propostas.

No Acelera Campo, três projetos foram premiados. O projeto vencedor foi a MilkFarm,um aplicativo de gestão da fazenda e da produção de leite - em tempo real, sem conexão à internet, desenvolvido pelos produtores rurais - Marcos e Márcio Borges. Também foram premiados os projetos da PlanTag, um agtech de Rio Verde, incubada no IF Goiano, que visa entregar uma solução que facilite a rastreabilidade dos grãos e a ProMilk, uma startup que promete entregar valor a todos os elos envolvido na cadeia do leite, facilitando a comunicação entre produtores rurais e a indústria por meio de uma plataforma integrada.

Já no Programa Conecta Campo, foram selecionados três startups, que já possuíam um MVP (mínimo produto viável). As soluções vencedoras foram: 1) Aeri I Drone Pulverizadores, uma startup com foco no manejo de plantas daninhas em pastagens de difícil acesso utilizando pulverizadores de precisão que automatizam a aplicação de defensivos. A solução foi testada em sete propriedades rurais parceiras do Conecta Campo e mostrou ser uma alternativa eficiente para o produtor otimizar a aplicação em pontos estratégicos das pastagens; 2) “iTrato”, uma solução que consegue aumentar a eficiência das propriedades voltadas a pecuária de corte, melhorando o manejo da ração ou quanto da dieta total cada curral consome, através do controle via iot (internet das coisas); 3) startup de bioinsumos - Just BioSolutions, que aumenta a produtividade agrícola de forma eficiente e sustentável.

Premiados:

Categoria Acelera Campo:

1º colocado: MilkFarm recebeu R$ 5 mil reais;

2º colocado: PlanTag recebeu R$3 mil reais;

3º colocado: ProMilk recebeu R$ 2 mil reais.

Categoria: Conecta campo

1º colocado: Aeri I Drones Pulverizadores;

2º colocado: iTrato

3º colocado: Just BioSolutions.

Prêmio: missão técnica

“Foi o encerramento de uma jornada de aprendizado intenso, com aulas, exercícios práticos e mentorias que ajudaram cada empreendedor a estruturar seu modelo de negócio”, explica o gerente de Inovação do Senar Goiás, Fernando Borges.

Quem são os vencedores

“Somos produtores de leite há 46 anos. Pensando nos desafios diários de gestão, desenvolvemos o Milk Farm. A plataforma também promove a transformação de manejo operacional em manejo estratégico. Ela digitaliza macroprocessos: financeiro, produção, reprodução e saúde. Criando condições para que o produtor de leite quantifique e transforme digitalmente o conhecimento que tem do manejo da sua propriedade, agregando valor à gestão, gerando informações que tem potencial para promover a redução de custos, o aumento de produtividade e melhores margens de lucro”, explicam os ganhadores.

“A participação no Acelera Campo foi muito importante. Levou nossa solução tecnológica a ganhar maturidade para atender outros produtores. Dessa forma, se tornou possível que o MilkFarm vá além das porteiras da Fazenda Santa Luiza. A validação no Demoday, por uma banca qualificada, nos deu a segurança de que estamos no caminho certo, tanto do ponto de vista da solução tecnológica quanto do ponto de vista da relevância de uma gestão apoiada por tecnologia nas propriedades produtoras de leite, frisam os produtores de leite Marcos Borges e Márcio Borges.

Para uma das startups vencedores do Programa Conecta Campo, a experiência trouxe conexão com o público-alvo e insights estratégicos para aperfeiçoar o negócio e ganhar clientes. “Durante o programa aprendemos a estruturar nosso produto e entregar ao produtor rural uma nova alternativa no que tange a pulverização de precisão que pode dar mais produtividade e facilitar o controle de plantas daninhas em áreas de difícil acesso”, afirma Carlos Henrique Carvalho. “Com a pulverização em drones de precisão, o produtor ganha tempo e reduz o investimento em defensivos”, explica. “O método é mais seguro do que o tradicional uso da bomba costal. E podemos pulverizar um hectare em minutos”, reforça o empreendedor. “Com a participação estamos mais próximos de alcançar a realidade que nosso cliente final deseja”, encerra Carlos.

Para o gerente regional da Bayer, na parte da Soja, Gabriel Santos, a parceria da empresa nos programas de inovação desenvolvidos pelo Sistema Faeg/Senar e Sebrae Goiás, representa o compromisso da multinacional em levar tecnologia para o campo e acelerar a transformação digital. Durante todo o evento, os parceiros reforçaram que o Campo Lab é o palco da inovação do agro, onde boas ideias ganham mentores experientes e forças necessárias para conquistar o mercado e facilitar a vida de quem produz.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink


Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.