Bula Abamectin Prentiss - Prentiss Química

Bula Abamectin Prentiss

Abamectina
806
Prentiss Química

Composição

Abamectina 18 g/L

Classificação

Terrestre
Acaricida, Inseticida
3 - Produto Moderadamente Tóxico
III - Produto perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Concentrado Emulsionável (EC)
Contato

Algodão

Alabama argillacea (Curuquerê)
Polyphagotarsonemus latus (Ácaro branco)

Batata

Liriomyza huidobrensis (Larva minadora)

Café

Leucoptera coffeella (Bicho mineiro)
Oligonychus ilicis (Ácaro vermelho)

Citros

Phyllocoptruta oleivora (Ácaro da falsa ferrugem)

Feijão

Liriomyza huidobrensis (Larva minadora)

Maçã

Panonychus ulmi (Ácaro da macieira )

Morango

Tetranychus urticae (Ácaro rajado)

Pepino

Liriomyza huidobrensis (Larva minadora)

Pimentão

Tetranychus urticae (Ácaro rajado)

Tomate

Liriomyza huidobrensis (Larva minadora)

Bombona - Plástico: 0,25; 1 e 5 L.
Frasco - Plástico: 0,25; 1 e 5 L.

INSTRUÇÕES DE USO

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO

ALGODÃO

Iniciar o controle logo após a constatação dos primeiros sintomas da praga. Realizar no máximo uma aplicação.

BATATA

Iniciar o controle logo após a constatação das primeiros minas nas folhas. Realizar no máximo 3 aplicações, com intervalo de 7-9 dias entre elas.

CAFÉ

Aplicar quando se verificar os primeiros sinais do aparecimento da praga. Aplicar no máximo uma vez.

CITROS

Iniciar o controle na fase de desenvolvimento dos frutos. Realizar no máximo uma aplicação.

FEIJÃO

Aplicar quando se verificar os primeiros sinais do aparecimento da praga. Utilizar a maior dose em lavouras com estágio de desenvolvimento mais adiantado. Aplicar no máximo duas vezes.

MAÇÃ

Aplicar o produto na fase entre a queda das pétalas e início da frutificação, logo após a retirada das colmeias do pomar. Repetira aplicação após 7 dias. Aplicar no máximo duas vezes.

MORANGO

Aplicar o produto no início da infestação, repetindo a aplicação após 8 dias. Aplicar no máximo 3 vezes.

PEPINO

Aplicar o produto no início da infestação, repetindo a aplicação após 7 dias. Aplicar no máximo duas vezes.

PIMENTÃO

Aplicar o produto no início da infestação, repetindo a aplicação após 7 dias. Aplicar no máximo duas vezes.

TOMATE

Aplicar o produto no início da infestação, repetindo a aplicação após 7 dias. Aplicar no máximo 4 vezes.

MODO DE APLICAÇÃO

Uso exclusivamente agrícola. A calda deve ser aplicada no mesmo dia da preparação. A utilização da mesma preparada de um dia para o outro reduz a eficácia do produto.

Volume de calda

Algodão: 200 L/ha
Batata: 500 L/ha
Café: 470 L/ha para o ácaro vermelho (Oligonychus ilicis) e 500 L/ha para o bicho mineiro (Leucoptera coffeella)
Citros: 2040 L/ha
Feijão: 230 L/ha para a mosca minadora (Lyriomyza huidobrensis) e 400 L/ha para o ácaro branco (Polyphagotarsonemus latus)
Maçã: 800 L/ha (1a aplicação) e 1000 L/ha (2a aplicação)
Morango: 1000 L/ha Pepino: 800 L/ha
Pimentão: 800 L/ha
Tomate: 1000 L/ha

Aplicação terrestre

ABAMECTIN PRENTISS pode ser aplicado em pulverizações com equipamento manual ou motorizado, costal, estacionário ou tratorizado. Em qualquer dos casos, é importante que haja uma total cobertura da parte aérea da planta. Para o controle de ácaros e insetos, devem ser utilizados os bicos cônicos. Quanto ao modelo de bicos, a distância entre eles e a pressão a ser utilizada, seguir a tabela dos fabricantes, a fim de obter a melhor densidade de gotas.

INTERVALO DE SEGURANÇA

Algodão: 21 dias
Batata, Café, Feijão e Maçã: 14 dias
Citros: 7 dias
Pepino, Pimentão, Tomate e Morango: 3 dias

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

24 horas após a aplicação. Caso haja necessidade de reentrar nas lavouras ou áreas tratadas antes deste período, usar macacão de mangas compridas luvas e botas.

LIMITAÇÕES DE USO

Fitotoxicidade

O produto não é fitotóxico para as culturas indicadas desde que sejam observadas as instruções de uso da bula. Incompatibilidades: No período entre 10 dias antes e 10 dias após a aplicação, não devem ser utilizados produtos à base de Captan, Folpet e Enxofre.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Incluir outros métodos de controle de insetos (ex. controle cultural, biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponível.

Desenvolvimento de Resistência dos Insetos: Qualquer agente de controle de insetos pode ficar menos efetivo ao longo do tempo se o inseto alvo desenvolver algum mecanismo de resistência. Implementando as seguintes estratégias de manejo de resistência a inseticidas (MRI) pode-se prolongar a vida útil dos inseticidas.
• Qualquer produto para controle de inseto da mesma classe ou modo de ação não deve ser utilizado em gerações sucessivas da mesma praga;
• Utilizar somente as dosagens recomendadas no rótulo/bula;
• Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para direcionamento sobre as recomendações locais para o MRI.

PT- Abamectin Técnico Sinon reg. nº 2305