Bula Abamectin Prentiss - Prentiss Química

Bula Abamectin Prentiss

CI
Abamectina
806
Prentiss Química

Composição

Abamectina 18 g/L

Classificação

Terrestre
Acaricida, Inseticida
3 - Produto Moderadamente Tóxico
III - Produto perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Concentrado Emulsionável (EC)
Contato

Bombona - Plástico: 0,25; 1 e 5 L.
Frasco - Plástico: 0,25; 1 e 5 L.

INSTRUÇÕES DE USO

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO

ALGODÃO

Iniciar o controle logo após a constatação dos primeiros sintomas da praga. Realizar no máximo uma aplicação.

BATATA

Iniciar o controle logo após a constatação das primeiros minas nas folhas. Realizar no máximo 3 aplicações, com intervalo de 7-9 dias entre elas.

CAFÉ

Aplicar quando se verificar os primeiros sinais do aparecimento da praga. Aplicar no máximo uma vez.

CITROS

Iniciar o controle na fase de desenvolvimento dos frutos. Realizar no máximo uma aplicação.

FEIJÃO

Aplicar quando se verificar os primeiros sinais do aparecimento da praga. Utilizar a maior dose em lavouras com estágio de desenvolvimento mais adiantado. Aplicar no máximo duas vezes.

MAÇÃ

Aplicar o produto na fase entre a queda das pétalas e início da frutificação, logo após a retirada das colmeias do pomar. Repetira aplicação após 7 dias. Aplicar no máximo duas vezes.

MORANGO

Aplicar o produto no início da infestação, repetindo a aplicação após 8 dias. Aplicar no máximo 3 vezes.

PEPINO

Aplicar o produto no início da infestação, repetindo a aplicação após 7 dias. Aplicar no máximo duas vezes.

PIMENTÃO

Aplicar o produto no início da infestação, repetindo a aplicação após 7 dias. Aplicar no máximo duas vezes.

TOMATE

Aplicar o produto no início da infestação, repetindo a aplicação após 7 dias. Aplicar no máximo 4 vezes.

MODO DE APLICAÇÃO

Uso exclusivamente agrícola. A calda deve ser aplicada no mesmo dia da preparação. A utilização da mesma preparada de um dia para o outro reduz a eficácia do produto.

Volume de calda

Algodão: 200 L/ha
Batata: 500 L/ha
Café: 470 L/ha para o ácaro vermelho (Oligonychus ilicis) e 500 L/ha para o bicho mineiro (Leucoptera coffeella)
Citros: 2040 L/ha
Feijão: 230 L/ha para a mosca minadora (Lyriomyza huidobrensis) e 400 L/ha para o ácaro branco (Polyphagotarsonemus latus)
Maçã: 800 L/ha (1a aplicação) e 1000 L/ha (2a aplicação)
Morango: 1000 L/ha Pepino: 800 L/ha
Pimentão: 800 L/ha
Tomate: 1000 L/ha

Aplicação terrestre

ABAMECTIN PRENTISS pode ser aplicado em pulverizações com equipamento manual ou motorizado, costal, estacionário ou tratorizado. Em qualquer dos casos, é importante que haja uma total cobertura da parte aérea da planta. Para o controle de ácaros e insetos, devem ser utilizados os bicos cônicos. Quanto ao modelo de bicos, a distância entre eles e a pressão a ser utilizada, seguir a tabela dos fabricantes, a fim de obter a melhor densidade de gotas.

INTERVALO DE SEGURANÇA

Algodão: 21 dias
Batata, Café, Feijão e Maçã: 14 dias
Citros: 7 dias
Pepino, Pimentão, Tomate e Morango: 3 dias

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

24 horas após a aplicação. Caso haja necessidade de reentrar nas lavouras ou áreas tratadas antes deste período, usar macacão de mangas compridas luvas e botas.

LIMITAÇÕES DE USO

Fitotoxicidade

O produto não é fitotóxico para as culturas indicadas desde que sejam observadas as instruções de uso da bula. Incompatibilidades: No período entre 10 dias antes e 10 dias após a aplicação, não devem ser utilizados produtos à base de Captan, Folpet e Enxofre.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Incluir outros métodos de controle de insetos (ex. controle cultural, biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponível.

Desenvolvimento de Resistência dos Insetos: Qualquer agente de controle de insetos pode ficar menos efetivo ao longo do tempo se o inseto alvo desenvolver algum mecanismo de resistência. Implementando as seguintes estratégias de manejo de resistência a inseticidas (MRI) pode-se prolongar a vida útil dos inseticidas.
• Qualquer produto para controle de inseto da mesma classe ou modo de ação não deve ser utilizado em gerações sucessivas da mesma praga;
• Utilizar somente as dosagens recomendadas no rótulo/bula;
• Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para direcionamento sobre as recomendações locais para o MRI.

PT- Abamectin Técnico Sinon reg. nº 2305