Bula Agrothio 800

acessos
enxofre
1448999
Bio Soja

Composição

enxofre 800 g/L ectoparasiticidas

Classificação

Acaricida, Fungicida
IV - Pouco tóxico
IV - Produto pouco perigoso ao meio ambiente
Não inflamável
Corrosivo
Suspensão Concentrada (SC)
Contato
Citros Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Ácaro branco
(Polyphagotarsonemus latus)
600 mL p.c./100L água 2000 L de calda/cova - Reaplicar caso necessário. Não determinado. Início de ataque da praga
Ácaro da falsa ferrugem
(Phyllocoptruta oleivora)
500 mL p.c./100L água 2000 L de calda/ha - Reaplicar caso necessário. Não determinado. Início de ataque da praga
Maçã Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Podosphaera leucotricha)
600 mL p.c./100L água 2000 L de calda/ha - Reaplicar caso necessário. Não determinado. Período de dormência ou após
Trigo Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Oídio
(Blumeria graminis f.sp. tritici)
4 a 6 L p.c./ha+1,0 L/ha adj. oleoso 200 a 300 L de calda/ha - Reaplicar caso necessário. Não determinado. Início de ataque da praga

Balde PEAD: 20L
Bombona PEAD: 5 e 20L
Frasco PEAD: 1L
Saco de polietileno: 5 e 6L.

INSTRUÇÕES DE USO: Aplicação foliar nas culturas de citros, maçã e trigo.

Doses vide aba de Indicações de uso/doses.

Citros e Trigo: tratar no início do ataque.
Maçã: para controle de Podosphaera leucotricha aplicar no período de dormência ou após a dormência. Reaplicar quando do reaparecimento dos sintomas (2 a 3 aplicações).

MODO DE APLICAÇÃO:
Pulverizar, sob a forma de aspersão, as partes aéreas das culturas providenciando sempre cobertura uniforme.
Para se obter uma calda homogênea deve-se seguir as seguintes instruções:

•agitar bem o produto antes de retirar da embalagem original;
•encher o reservatório do pulverizador com água limpa até a metade e ligar o agitador;
•acrescentar AGROTHIO 800 na quantidade indicada;
•completar o volume do reservatório com água limpa.


Equipamentos de aplicação:
•Para a cultura do citros utilizar turbo atomizador molhando bem as plantas, interna e externamente. Utilizar, para 200 a 250 plantas, tanque de 2000 litros de calda, com bicos tipo cone JA-2, com pressão de trabalho de 300 libras/pol2 e vazão de 1.15 litros/min.
•Para a cultura do trigo, aplicar 200 a 300 litros/ha, usando bico JD-12 com pressão de trabalho de 45 libras/pol2 e vazão de 0.6 litros/min, utilizando pulverizador de barra.
•Na cultura da maçã, utilizar tanque de 2000 litros de calda, com bicos tipo cone JA-2, com pressão de trabalho de 300 libras/pol2 e vazão de 1.15 litros/min.

INTERVALO DE SEGURANÇA:
Sem restrições.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS:
(Conforme as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana — ANVISA/MS).

LIMITAÇÕES DE USO:
Não aplicar o produto durante a fase de floração.
Usar dose mais baixa ou suspender a aplicação do produto com temperaturas acima de 30°C.
Aguardar intervalo de 30 dias entre tratamento com óleo mineral (prévio ou posterior) e AGROTHIO 800.

Fitotoxicidade: O produto não apresenta fitotoxicidade às culturas nas doses recomendadas.

PRECAUÇÕES GERAIS: Não coma, não beba e não fume durante o manuseio do produto. Não utilize equipamento com vazamento. Não desentupa bicos, orifícios e válvulas com a boca. Não distribua o produto com as mãos desprotegidas.

PRECAUÇÕES NO MANUSEIO: Use Protetor Ocular: Se houver contato do produto com os olhos, lave-os imediatamente, VEJA PRIMEIROS SOCORROS. Use máscara cobrindo o nariz e a boca: Produto perigoso se inalado. Caso o produto seja inalado, procure local arejado e VEJA PRIMEIROS. Use Luvas de Borracha: Produto irritante para a pele. Ao contato do produto com a pele, lave-a imediatamente e VEJA PRIMEIROS SOCORROS. Ao abrir a embalagem, faça de modo a evitar respingos: Use macacão com mangas compridas, chapéu de aba larga, óculos ou viseira facial, luvas, botas, avental impermeável e máscara cobrindo o nariz e a boca.

PRECAUÇÕES DURANTE O USO: Evite o máximo possível o contato com a área de aplicação. O produto produz neblina, use máscara cobrindo o nariz e a boca. Não aplique o produto contra o vento. Use macacão com mangas compridas, chapéu de aba larga, luvas, óculos ou viseira facial, avental impermeável, botas e máscara cobrindo o nariz e a boca.

PRECAUÇÕES APÓS A APLICAÇÃO: Não reutilize a embalagem vazia. Mantenha o restante do produto adequadamente fechado em local trancado, longe do alcance de crianças e animais. Tome banho troque e lave suas roupas.

PRIMEIROS SOCORROS: Ingestão: Provoque vômito e procure logo o médico, levando a embalagem, o rótulo, a bula ou o receituário agronômico do produto. Olhos: Lave com água em abundância e procure o médico levando a embalagem, o rótulo a bula ou o receituário agronômico do produto. Pele: Lave com água e sabão em abundância e se houver irritação procure o médico levando a embalagem, o rótulo, a bula ou o receituário agronômico do produto. Inalação: Procure lugar arejado e recorra a auxílio médico levando a embalagem, o rótulo, a bula ou o receituário agronômico do produto.

TRATAMENTO MÉDICO DE EMERGÊNCIA/ANTÍDOTO (Informações para uso médico): BAL (Demetal) por via intramuscular à razão de 3 a 5 mg/kg, 3 a 6 vezes ao dia. Esvaziamento estomacal e combate à desidratação.

MECANISMOS DE AÇÃO, ABSORÇÃO E EXCREÇÃO PARA O SER HUMANO: Ação: A inalação do enxofre provoca irritação das vias aéreas. O contato do enxofre com os olhos provoca irritação. O contato com a pele provoca irritação. O enxofre é presumidamente convertido a sulfeto ("sulfide") por bactérias e então a sulfato ("sulfate") por metabolismo não-enzimático (ferro-proteína e hemo-proteína) ou enzimático (sulfito oxidase). Absorção: Pode ser absorvido por via oral, inalatória e dérmica. Excreção: Excesso de sulfato é excretado na urina. Efeitos agudos e crônicos: Dores abdominais, vômitos, diarréia, hipotensão arterial, dermatite esfoliativa, neurite e polineurite.

EFEITOS COLATERAIS: Uma vez que nenhum efeito terapêutico do produto é esperado para o homem, qualquer um dos efeitos acima descritos são considerados colaterais.

PRECAUÇÕES DE USO E ADVERTÊNCIAS QUANTO A PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE: Este produto é POUCO PERIGOSO AO MEIO AMBIENTE (CLASSE IV). Evite a contaminação ambiental - Preserve a Natureza. Não utilize equipamento com vazamentos. Não aplique o produto na presença de ventos fortes ou nas horas mais quentes. Aplique somente as doses recomendadas. Não lave embalagens ou equipamento aplicador em lagos, fontes, rios e demais corpos d'água. Descarte corretamente as embalagens e restos do produto.

INSTRUÇÕES DE ARMAZENAMENTO DO PRODUTO, VISANDO SUA CONSERVAÇÃO E PREVENÇÃO CONTRA ACIDENTES: Mantenha o produto em sua embalagem original, sempre fechada.
O local deve se ser exclusivo para produtos tóxicos, devendo ser isolado de alimentos, bebidas ou outros materiais. A construção deve ser de alvenaria ou de material não comburente. O local deve ser ventilado, coberto e ter piso impermeável. Coloque placa de advertência com os dizeres: CUIDADO VENENO. Tranque o local, evitando o acesso de pessoas não autorizadas, principalmente crianças. Deve haver sempre embalagens adequadas disponíveis, para envolver embalagens rompidas ou para o recolhimento de produtos vazados. Em caso de armazéns deverão ser seguidas as instruções constantes na NBR 9843. Observe as disposições constantes da legislação estadual e municipal.

INSTRUÇÕES EM CASO DE ACIDENTES: Isole e sinalize a área contaminada.
Contate as autoridades locais competentes e a Empresa. Em caso de derrame, estancar o escoamento, não permitindo que o produto entre em bueiros, drenos ou corpos de águas naturais. Siga as instruções abaixo:

Piso pavimentado: coloque material absorvente (p.ex. serragem ou terra) sobre o conteúdo derramado e recolha o material com auxílio de uma pá e coloque em recipiente lacrado e identificado devidamente. Remova conforme orientações de destinação adequada de resíduos e embalagens. Lave o local com grande quantidade de água;

Solo: retire as camadas de terra contaminada até atingir o solo não contaminado e adote os mesmos procedimentos acima descritos para recolhimento e destinação adequada;

Corpos d'água: interrompa imediatamente a captação para o consumo humano e animal e contacte o centro de emergência da empresa, visto que as medidas a serem adotadas dependem das proporções do acidente, das características do recurso hídrico em questão e da quantidade do produto envolvido.

Em caso de incêndio, use extintores de água em forma de neblina, CO2, ou pó químico, ficando a favor do vento para evitar intoxicação.

DESTINAÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS E EMBALAGENS: As embalagens devem ser enxagüadas três vezes e a calda resultante acrescentada à preparação para pulverização (tríplice lavagem). Não reutilize embalagens. As embalagens devem ser perfuradas, de maneira a torná-las inadequadas para outros usos. Observe as legislações Estadual e Municipal específicas. Fica proibido o enterrio de embalagens. Consulte o Órgão Estadual de Meio Ambiente.

MÉTODOS DE DESATIVAÇÃO: Incineração, em incinerador licenciado pelo Órgão Estadual do Meio Ambiente ou por decomposição do produto pela ação da hidrólise / alcalinidade e posterior enterrio em fosso de lixo tóxico.

Incluir outros métodos de controle de insetos (ex : controle cultural, biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponível.

Qualquer agente de controle pode ficar menos efetivo ao longo do tempo se a praga alvo desenvolver algum mecanismo de resistência. Implementando as seguintes estratégias de manejo de resistência a acaricidas e fungicidas pode-se prolongar a vida útil dos produtos.
•Qualquer produto para controle de acaras / fungos da mesma classe ou modo de ação não deve ser utilizado em gerações sucessivas da mesma praga;
•Utilizar somente as dosagens recomendadas no rótulo/bula;
•Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para direcionamento sobre as recomendações locais para o Manejo de Resistência;

Compatibilidade

Incomp. formulações oleosas, dinitro e quinometionato.