CI

Boveria-Turbo SC/Bassmax/Bio-Bass

Geral
Nome Técnico:
Beauveria bassiana BV13
Registro MAPA:
30920
Empresa Registrante:
Vittia
Composição
Ingrediente Ativo Concentração
Beauveria bassiana BV13 36 g/L
Classificação
Técnica de Aplicação:
Terrestre
Classe Agronômica:
Fungicida microbiológico
Toxicológica:
5 - Produto Improvável de Causar Dano Agudo
Ambiental:
IV - Produto pouco perigoso ao meio ambiente
Inflamabilidade:
Não inflamável
Corrosividade:
Não corrosivo
Formulação:
Suspensão Concentrada (SC)
Modo de Ação:
Fungicida microbiológico

Tipo: Frasco
Material: Plástico e COEX
Capacidade: 0,1 - 5 L;

Tipo: Bombona
Material: Plástico e COEX
Capacidade: 0,1 - 100 L;

Tipo: Tambor
Material: Metalizado
Capacidade: 5 - 400 L;

Tipo: Container ou farm Pack retornável
Material: Plástico/Metalizado
Capacidade: 100 - 1.000 L.

INSTRUÇÕES DE USO

O produto é composto por um fungo entomopatogênico, que atua sobre diferentes estágios de desenvolvimento dos hospedeiros, como larvas, pupas e adultos. Os conídios do fungo germinam na superfície do inseto-praga, penetrando em seu tegumento, colonizando-o internamente. Produto com eficiência agronômica comprovada, podendo ser recomendado para qualquer cultura com ocorrência dos alvos biológicos descritos na tabela.

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO

O produto deve ser aplicado de acordo com a presença da praga. O número e o intervalo de aplicações varia de acordo com o nível de infestação da praga no campo.

MODO DE APLICAÇÃO

ÁCARO DA LEPROSE (Brevipalpus phoenicis)

Realizar até 4 aplicações em intervalos de 10 dias. As aplicações devem ser realizadas via pulverização foliar, com a primeira aplicação no início de infestação da praga. Recomenda-se a adição de adjuvante Naft (0,05% v.v.) à calda de pulverização. Utilizar o volume de calda de 2000 L/ha.

BROCA-DO-CAFÉ (Hypothenemus hampei)

A primeira aplicação deve ser realizada via drench e demais aplicações realizar através de pulverização foliar. Recomenda-se a adição do adjuvante Naft® na dose de 0,025 a 0,05% v/v à calda de pulverização. Realizar 4 aplicações em intervalos de 15 dias. O volume de calda utilizado deve ser de 200 L/ha para aplicação via drench e 400 L/ha para pulverização foliar.

CIGARRINHA DO MILHO (Dalbulus maidis)

A aplicação deve ser realizada via pulverização foliar. Recomenda-se a adição do adjuvante Naft® na dose de 0,025 a 0,05% v/v a calda de pulverização. Realizar 4 aplicações em intervalos de 7 dias. O volume de calda deve ser de 150L/ha.

MOSCA-BRANCA (Bemisia tabaci biótipo B)

A primeira aplicação deve ser realizada via pulverização foliar, no início de infestação da praga. Recomenda-se a adição do adjuvante Naft® na dose de 0,025 a 0,05% v/v à calda de pulverização. Realizar 4 aplicações em intervalos de 7 dias. O volume de calda deve ser de 100 a 150L/ha.

ÁCARO-RAJADO (Tetranychus urticae)

A primeira aplicação deve ser realizada via pulverização foliar, no início de infestação da praga. Recomenda-se a adição do adjuvante Naft® na dose de 0,025 a 0,05% v/v a calda de pulverização. Realizar 4 aplicações em intervalos de 7 dias. Utilizar o volume de calda de 150 L/ha.

BICUDO DO ALGODOEIRO (Anthonomus grandis)

Realizar 4 aplicações em intervalos de 5 dias. As aplicações devem ser realizadas via pulverização foliar. Adicionar o adjuvante Naft® na dose de 0,025 a 0,05% v/v. Utilizar o volume de calda de 200 L/ha.

COCHONILHA-BRANCA (Planococcus citri)

Realizar 2 aplicações em intervalos de 10 dias. As aplicações devem ser realizadas via pulverização foliar. Adicionar o adjuvante Naft® na dose de 0,025 a 0,05% v/v. Utilizar o volume de calda de 2000 L/ha.

LAGARTA DO CARTUCHO (Spodoptera frugiperda)

Realizar 4 aplicações em intervalos de 10 dias. A aplicação deve ser realizada via pulverização foliar no início de infestação da praga. Recomenda-se a adição de adjuvante à calda de pulverização. Utilizar o volume de calda de 200 L/ha.

Aplicação Terrestre

A aplicação deve ser realizada através de pulverizador costal ou tratorizado, equipado com pontas que reduzam as perdas por deriva e promovam uma cobertura homogênea, conforme as recomendações do fabricante. Para a aplicação via drench utilize um pulverizador costal manual equipado com dosador e lança longa.

Preparação da Calda

- A aplicação deve ser realizada logo após o preparo da calda de pulverização e o equipamento utilizado deve realizar a agitação constante da calda;
- O volume de calda deve ser adequado, garantindo a cobertura total da área aplicada, seguindo os parâmetros mais indicados para a cultura tratada;
- Adicionar adjuvante ao volume de calda;
- Verificar a compatibilidade biológica de produtos químicos utilizados em mistura. As aplicações deverão ser realizadas nos horários mais frescos do dia e/ou com céu nublado, com umidade relativa do ar acima de 60%.

Intervalo de reentrada

Não entrar na área tratada logo após a aplicação do produto, esperar 4 horas ou até a secagem da calda. Caso tenha necessidade de entrar na área tratada antes deste período, utilizar os EPIs recomendados pela Saúde para aplicação do produto, tendo em vista que o produto pode causar problemas a imunossuprimidos.

Limitação de uso

- Não aplicar nas horas mais quentes do dia;
- Não aplicar com umidade abaixo de 60%;
- Não aplicar em períodos de alto índice pluviométrico. Evitar períodos com altos índices de radiação solar;
- Evitar misturas de tanques;
- Recomenda-se aplicar nas horas mais frescas do dia, preferencialmente ao final da tarde ou à noite, em dias nublados ou com garoa bem fina.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

O produto é uma ferramenta que complementa o manejo integrado de pragas em diferentes culturas, haja visto que:
- Possui um amplo espectro de ação;
- Auxilia no manejo de resistência de insetos pragas a inseticidas químicos;
- Preserva inimigos naturais;
- Possui a fácil associação com outros métodos de controle (controle varietal, rotação de culturas etc).

De acordo com as recomendações aprovadas pelo Comitê de Ação à Resistência a Inseticidas – IRAC - BR.

Assine a nossa newsletter e receba nossas notícias e informações direto no seu email

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.