Bula Legado

CI
Fluensulfona
8518
Adama

Composição

Fluensulfona 480 g/L

Classificação

Terrestre
Nematicida
5 - Produto Improvável de Causar Dano Agudo
III - Produto perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Concentrado Emulsionável (EC)
Contato, Sistêmico

Tipo: Balde.
Material: Metálico.
Capacidade: 1,0; 2,0; 2,5; 3,0; 4,0; 5,0; 10; 15; 20; 25; 30; 40; 50 L.

Tipo: Bombona.
Material: Plástico.
Capacidade: 1,0; 2,0; 10; 2,5; 3,0; 4,0; 5,0; 8; 15; 20; 25; 30; 40; 50 L.

Tipo: Bulk.
Material: Metálico/Plástico.
Capacidade: 500; 1.000 L.

Tipo: Frasco.
Material: Metálico/Plástico.
Capacidade: 0,1; 0,2; 0,25; 0,3; 0,4; 0,5; 0,6; 0,8; 1,0; 1,2; 1,5; 1,6; 1,8; 2,0; 2,2 L.

Tipo: Isotanque.
Material: Metálico/Plástico.
Capacidade: 500; 1.000; 2.000; 5.000; 10.000; 15.000; 20.000; 25.000; 30.000 L.

Tipo: Tambor.
Material: Metálico/Plástico.
Capacidade: 50; 100; 150; 200; 250; 400; 500 L.

INSTRUÇÕES DE USO

O produto é um nematicida sistêmico que apresenta ação de contato no nematoide, recomendado para o controle dos principais nematoides nas culturas do cana-de-açúcar e citros.

MODO DE APLICAÇÃO

A aplicação do nematicida deve ser efetuada através de pulverização terrestre.

APLICAÇÃO TERRESTRE

Para as culturas de cana-de-açúcar (cana planta), deverá ser aplicado no sulco de plantio com equipamento terrestre (costal ou tratorizado).
Para a cultura da cana-de-açúcar (cana soca), deverá ser aplicado na linha de plantio, utilizando um disco para cortar a touceira e aplicar o produto dentro da linha de corte, utilizando pulverizador tratorizado.
Para a cultura do citros, deverá ser aplicado na superfície do solo e em faixa, utilizando pulverizador costal manual ou tratorizado.
Utilizar equipamentos com pontas de pulverização (bicos) do tipo cônico ou leque, que proporcionem uma vazão adequada para se obter uma boa cobertura e largura de faixa adequada á cada cultura. Procurar utilizar equipamentos e pressão de trabalho que proporcionem tamanhos de gotas que produzam pouca deriva:

- Diâmetro de gotas: 150 a 300 µ (micra) VMD;
- Densidade de gotas: mínimo de 40 gotas/cm²;
- Volume de calda:
Cana-de-açúcar: 200 L/ha.
Citros: 500 L/ha.

CONDIÇÕES CLIMÁTICAS

Devem-se observar as condições climáticas ideais para a aplicação via terrestre do produto, tais como:

- Temperatura ambiente até 30ºC;
- Umidade relativa do ar no mínimo de 50%;
- Velocidade do vento entre 3 e 10 km/h.

Para outros parâmetros referentes à tecnologia de aplicação, seguir as recomendações técnicas indicadas pela pesquisa e/ou assistência técnica da região, sempre sob orientação de um Engenheiro Agrônomo.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

Não há necessidade de observância de intervalo de reentrada, desde que as pessoas estejam calçadas ao entrarem na área tratada.

LIMITAÇÕES DE USO

Uso exclusivo para culturas agrícolas.

Conforme recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

Conforme recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Recomenda-se, de maneira geral, o manejo integrado das pragas, envolvendo todos os princípios e medidas disponíveis e viáveis de controle. O uso de sementes sadias, variedades resistentes, rotação de culturas, época adequada de semeadura, adubação equilibrada, nematicidas, manejo da irrigação e outros, visam o melhor equilíbrio do sistema.

Embora a resistência nas populações de nematoides não seja comprovada, o uso exclusivo e repetido de qualquer produto pode levar a uma redução no controle. Para manter a eficácia e longevidade como uma ferramenta útil de manejo de nematoides, é necessário seguir as seguintes estratégias que podem prevenir, retardar ou reverter a evolução da resistência. Adotar as práticas de manejo a nematicidas, tais como:
- Rotacionar produtos com mecanismo de ação distinto. Sempre rotacionar com produtos de mecanismo de ação efetivos para o nematoide alvo;
- Seguir as recomendações de bula quanto ao número máximo de aplicações permitidas;
- Deve ser usado como parte do Manejo Integrado de Pragas (MIP) para o controle de nematoides;
- Adotar outras táticas de controle, como práticas culturais, descontaminação de implementos agrícolas, uso de variedades resistentes, monitoramento ou outros métodos de detecção e identificação adequada de nematoides;
- Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais para o manejo de resistência e para a orientação técnica na aplicação de nematicidas.




Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.