Bula Malathion 440 EW

acessos
Malation
14307
FMC - Campinas

Composição

Malathion 440 g/L Organofosforado

Classificação

Inseticida
III - Medianamente tóxico
II - Produto muito perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Emulsão Óleo em Água (EW)
Contato, Ingestão
Citros Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Bicho furão
(Ecdytolopha aurantiana)
350 mL p.c./100L água 2000 L de calda/ha 15 a 20 L de calda/ha (aéreo) 7 dias. 7 dias. Início do ataque da praga
Cigarrinha
(Oncometopia facialis)
350 mL p.c./100L água 2000 L de calda/ha 15 a 20 L de calda/ha (aéreo) 7 dias. 7 dias. Início do ataque da praga
Mosca do mediterrâneo
(Ceratitis capitata)
450 mL p.c. / 100 L de calda 2000 L de calda/ha 15 a 20 L de calda/ha (aéreo) 7 dias. 7 dias. Início do ataque da praga
Maçã Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Pulgão lanígero das rosáceas
(Eriosoma lanigerum)
200 mL p.c./100L água 1500 L de calda/ha 15 a 20 L de calda/ha (aéreo) 7 dias. 7 dias. 10% das plantas atacadas
Pêssego Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Mosca do mediterrâneo
(Ceratitis capitata)
450 mL p.c./100L água 1500 L de calda/ha 15 a 20 L de calda/ha (aéreo) 7 dias. 7 dias. Início do ataque da praga
Pulgão da falsa crespeira
(Anuraphis schwartzi)
300 mL p.c./100L água 1500 L de calda/ha 15 a 20 L de calda/ha (aéreo) 7 dias. 7 dias. 10% das plantas atacadas
Repolho Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Lagarta da couve
(Ascia monuste orseis)
350 mL p.c./100L água 600 L de calda/ha 15 a 20 L de calda/ha (aéreo) 7 dias. 7 dias. Início do ataque da praga
Pulgão da couve
(Brevicoryne brassicae)
350 mL p.c./100L água 600 L de calda/ha 15 a 20 L de calda/ha (aéreo) 7 dias. 7 dias. 10% das plantas atacadas
Tomate Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Broca pequena do tomateiro
(Neoleucinodes elegantalis)
300 mL p.c./100L água 1000 L de calda/ha 15 a 20 L de calda/ha (aéreo) 7 dias. 3 dias. Início do ataque da praga
Pulgão verde
(Myzus persicae)
300 mL p.c./100L água 1000 L de calda/ha 15 a 20 L de calda/ha (aéreo) 7 dias. 3 dias. 10% das plantas atacadas

Frasco e bombona (COEX) de 1; 5 e 10 litros. Balde (COEX e Aço) de 20 L. Tambor de aço de 100; 200 e 1000 L. Contêiner de 10000 e 15000 L.

INSTRUÇÕES DE USO:

CULTURAS / PRAGAS / DOSES:
Vide a seção “Indicações de Uso/Doses”

ÉPOCA DE APLICAÇÃO:
As pulverizações devem ser feitas no início do ataque das pragas relacionadas em cada cultura.
No caso de pulgão, aplicar somente quando o nível de infestação atingir 10% das plantas da cultura.

NÚMERO DE APLICAÇÕES E ESPAÇAMENTO ENTRE ELAS:
O número de aplicações varia de acordo com a infestação. Aplicar sempre que o nível de infestação atingir os valores recomendados no item Época de Aplicação. Para todas as culturas, recomenda-se efetuar no máximo 3 aplicações com intervalo de 7 dias entre elas.

MODO DE APLICAÇÃO:
O produto deve ser aplicado em pulverização com equipamento manual ou motorizado terrestre, bem como, pulverização aérea.

-Culturas rasteiras:
Usar bico tipo cone D2-25 (com vazão de 0,8 litros/min) ou bicos tipo X2 ou X3 (com vazão de 0,3 litros/min); nestes casos utilizar água limpa de modo a evitar o entupimento dos bicos. A densidade de gotas deve ser de 30-80 gotas/cm2, de tamanho entre 70-300 micra. A pressão de trabalho deve ser de 60 a 100 libras/pol2.
Calibrar o equipamento para volume de calda de 400 a 600 litros/ha a uma velocidade de trator de 3 a 5 km/h. Utilizar pulverizador tratorizado com barra, (com espaçamento de 50 cm entre bicos e altura da barra em torno de 46 cm).

-Culturas de porte alto:
Utilizar pistolas modelo FIX com pressão de trabalho em torno de 300 libras/pol2 e vazão de 1,5 a 2,2 litros/min.
Calibrar o equipamento para volume de calda de 600 a 800 litros/ha a uma velocidade de trator de 3 a 5 km/h.

-Para a modalidade de aplicação aérea, utilize volume de calda: 15 a 20 litros/ha. Altura de vôo: 3 a 5 metros. Largura de faixa de deposição: 15 metros. Tamanho da gota: DMY 80 - 125 micra. Densidade da gota: 60 - 80 gotas/cm². Tipos de Bicos Micronair. Pressão do trabalho: 15 - 30 libras. Condições climáticas: Observações locais deverão ser efetuadas visando evitar a deriva e evaporação do produto. Evitar as aplicações nas horas mais quentes e na presença de ventos fortes. Umidade relativa do ar: em torno de 60%. Velocidade do vento: no máximo 10 km/hora.

Providenciar sempre cobertura uniforme de pulverização das plantas.

INTERVALO DE SEGURANÇA:
Citros, Maçã, Pêssego, Repolho: 7 dias
Tomate: 3 dias

LIMITAÇÕES DE USO:
Os usos do produto estão restritos aos indicados no rótulo e bula.
Quando este produto for utilizado nas doses recomendadas, não causará danos às culturas indicadas.
Não há restrições de uso além de seguir criteriosamente as recomendações de uso do produto.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Incluir outros métodos de controle de insetos (ex.: Controle Cultural, Biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponível e apropriado.

Qualquer agente de controle de inseto pode ficar menos efetivo ao longo do tempo se o inseto alvo desenvolver algum mecanismo de resistência. Implementando as seguintes estratégias de manejo de resistência a inseticidas (MRI) poderíamos prolongar a vida útil dos inseticidas:
-Qualquer produto para controle de inseto da mesma classe ou modo de ação não deve ser utilizado em gerações consecutivas da mesma praga.
-Utilizar somente as dosagens recomendadas no rótulo/bula.
-Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para direcionamento sobre as recomendações locais para o MRI.

Compatibilidade

Não se conhecem casos de incompatibilidade