Bula Maxcel

CI
Benziladenina
3506
Sumitomo

Composição

Benziladenina 20 g/L

Classificação

Terrestre
Regulador de crescimento
Não Classificado
IV - Produto pouco perigoso ao meio ambiente
Não inflamável
Não corrosivo
Solução Concentrada
Regulador de crescimento

Conteúdo: 1, 2, 5 e 10 L.

INSTRUÇÕES DE USO

O produto é um regulador de crescimento vegetal composto de benziladenina recomendado para as seguintes culturas:

Feijão

Sua utilização em feijão aumenta o número de vagens por planta e o peso de grãos, resultando em maior potencial produtivo da cultura.

Maçã

É indicado para promover o raleio de frutos e flores de baixa qualidade.

Soja

Sua utilização em soja aumenta o número de hastes laterais e o número de vagens por planta, resultando em maior potencial produtivo da cultura.

Uva

Pode ser utilizado em dois momentos distintos:
- Entre a fase de algodão e brotos com 3 mm, com o objetivo de estimular o crescimento de “ombros” e alongar os cachos;
- Entre as fases de bagas com 2 a 8 mm, para estimular o crescimento das bagas.

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO

FEIJÃO

Recomenda-se duas aplicações de 300 mL/ha ou três aplicações de 200 mL/ha durante o ciclo da cultura, iniciando-se no estádio V4, repetindo-se a cada 10 dias. Não exceder o número máximo de 3 aplicações por ciclo ou safra. Não exceder a dose máxima de 600 mL/ha do produto comercial por ciclo ou safra.

MAÇÃ

Por ser um raleador secundário, deve ser aplicado em frutos com tamanho entre 10 a 12mm de diâmetro ou entre 20 e 30 dias após a plena floração da maçã, sendo usado em uma única aplicação por ciclo de produção.

SOJA

Recomenda-se duas aplicações durante o ciclo da cultura, nas doses de 40 a 80 mL/ha por aplicação, iniciando-se no estádio V2 e repetindo-se 7 dias depois.

UVA

- Formação de “ombros” e alongamento dos cachos: recomenda-se três aplicações, nas doses entre de 150 mL p.c./ha por aplicação, entre o estágio de algodão até o estágio de brotos com 3 mm, com 5 a 7 dias de intervalo entre as aplicações;

- Crescimento de bagas: recomenda-se três aplicações nas doses de 100 a 150 mL p.c./ha quando as bagas estiverem entre 2 a 8 mm de diâmetro, com 5 a 7 dias de intervalo entre as aplicações.

MODO DE APLICAÇÃO

Para o preparo da calda, inicialmente diluir a quantidade necessária em um tanque auxiliar contendo água limpa. Em seguida, encher o reservatório do pulverizador até a metade da capacidade do tanque. Adicionar a solução preparada ao tanque do pulverizador e completar com água limpa, mantendo o agitador do pulverizador em funcionamento.

FEIJÃO E SOJA

Pode ser aplicado com aeronave agrícola, pulverizador tratorizado de barra ou costal manual.

Aplicação terrestre (FEIJÃO E SOJA)

Aplicar com pulverizador tratorizado de barra ou costal manual, utilizando bicos de jato leque que produzam gotas de diâmetro adequado. O volume recomendado de calda a ser aplicado, depende do equipamento a ser utilizado, é de 150 a 200 L/ha. É importante que se consiga uma cobertura uniforme em toda a parte aérea das plantas.

Aplicação aérea (FEIJÃO E SOJA)

Deve ser aplicado com um volume de calda de 20 a 40 L/ha. Para um volume de aplicação de 20 L/ha, aplicar através de aeronaves agrícolas dotadas de barra com bicos tipo cônico ou com bicos rotativos. A altura de voo, largura da faixa de deposição efetiva e volume de calda deve ser de acordo com o bico utilizado. Não sobrepor as faixas de aplicação.

MAÇÃ

Deve ser aplicado com pulverizador tratorizado, do tipo turbo atomizador, com vazão de 1000 litros de calda por hectare e pressão de aplicação em torno de 200 libras/pol². Usar bicos do tipo cônico com relação Difusor/Pastilha 2/4. A pulverização deve ser uniforme para promover uma boa cobertura de toda a planta, evitando o escorrimento do produto.

UVA

Aplicar com pulverizador tratorizado de barra ou costal manual, utilizando bicos de jato leque que produzam gotas de diâmetro adequado. O volume recomendado de calda a ser aplicado, depende do equipamento a ser utilizado, é de 500 a 1000 L/ha. É importante que se consiga uma cobertura uniforme em toda a parte aérea das plantas.

Obs.: Seguir corretamente as instruções da bula e sempre consultar um Engenheiro Agrônomo.

Condições Climáticas

Devem ser respeitadas as condições de velocidade do vento de 3 a 15 km/h, temperatura inferior a 30°C e umidade relativa superior a 55%, visando reduzir ao máximo as perdas por deriva e evaporação. Não realizar aplicações em condições de inversão térmica e de correntes ascendentes. Não aplicar se houver rajadas de vento ou em condições sem vento.

CUIDADOS NA LIMPEZA DO PULVERIZADOR

Antes de aplicar verifique se todo o equipamento de aplicação está limpo e bem cuidado.
O tanque de pulverização, bem como as mangueiras, filtros e bicos devem ser limpos para garantir que nenhum resíduo de produto de pulverização anterior permaneça no pulverizador.
Antes de aplicar, o pulverizador deve ser limpo de acordo com as instruções do fabricante do último produto utilizado.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NA CULTURA E ÁREAS TRATADAS

Não entre na área em que o produto foi aplicado antes da secagem completa da calda (no mínimo 24 horas aos a aplicação). Caso necessite entrar antes deste período, utilize os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) recomendados para o uso durante a aplicação).

LIMITAÇÕES DE USO

Na dose recomendada para maçã, usar somente no cultivar FUJI.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

Não se aplica por se tratar de um regulador de crescimento vegetal.

Não se aplica por se tratar de um regulador de crescimento vegetal.




Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.