Bula Mirex-S - Atta Kill
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,046 (0,55%)
| Dólar (compra) R$ 5,60 (-0,69%)

Bula Mirex-S

Sulfluramida
2692
Atta Kill

Composição

Sulfluramida 3 g/kg

Classificação

Terrestre
Inseticida
5 - Produto Improvável de Causar Dano Agudo
III - Produto perigoso
Não inflamável
Não corrosivo
Isca Granulada (GB)
Ingestão, Contato

Sacos plásticos de 250, 500 g, 1, 4, 10 e 25 kg. Sacos plásticos ou de papel de 10 e 20 g, acondicionados em caixas de papelão com capacidade para 25 Kg. Saco plástico de 25 kg acondicionado em caixa de papelão. Sacos de papel de 10 Kg e 20 Kg. Barrica de papel de fibra de 25 Kg. Fibrolatas de 1 Kg.

INSTRUÇÕES DE USO DO PRODUTO

PRAGAS

Formicida indicado para o controle de formigas cortadeiras do gênero Atta (saúvas), espécies Atta laevigata (saúva cabeça-de-vidro), Atta sexdens rubropilosa (saúva limão), Atta capiguara (saúva parda), Atta bisphaerica (saúva mata-pasto) e do gênero Acromyrmex (quenquéns) espécies Acromyrmex subterraneus molestans (Formiga caiapó capixaba) e Acromyrmex crassispinus (quenquém-de-cisco).

DOSES

SAÚVAS: gênero Atta - Para as espécies Atta laevigata (saúva cabeça-de-vidro), Atta sexdens rubropilosa (saúva limão), Atta capiguara (saúva parda) e Atta bisphaerica (saúva mata-pasto): aplicar 8 g de MIREX-S MAX/m2 de terra solta do formigueiro - correspondente a 0,024 g de ingrediente ativo/m2 de terra solta do formigueiro.

QUENQUÉNS: gênero Acromyrmex - Para as espécies Acromyrmex subterraneus molestans e Acromyrmex crassispinus aplicar 8-10 g de MIREX-S MAX por quenquenzeiro (formigueiro) - correspondente a 0,024 - 0,030 g de ingrediente ativo por quenquenzeiro.

OBS.: Para o cálculo da área de terra solta, localizar a sede do formigueiro e multiplicar o maior comprimento em metros pela maior largura em metros da sede.

MODO DE APLICAÇÃO

Aplicar o produto diretamente da embalagem, sem contato manual, ao longo dos carreiros ou trilhas próximas aos olheiros ativos. Não colocar as iscas dentro dos olheiros, pois o produto deve ser carregado pelas formigas. No caso de produto acondicionado em saquinhos de 5, 8, 10, 15, 20, 25, 30, 40 ou 50 g, denominados tecnicamente de MIPIS, microporta-iscas e/ou dosadores específicos, espalhar um número correspondente de saquinhos ao longo dos carreiros ou trilhas próximas aos olheiros ativos, em função da dose calculada em relação a área de terra solta do formigueiro. As formigas cortarão os saquinhos e carregarão as iscas para dentro do formigueiro. Normalmente uma única aplicação de MIREX-S MAX é suficiente para o controle, desde que aplicado de acordo com as instruções técnicas mencionadas, podendo ser realizada em qualquer época do ano. Entretanto, havendo necessidade de repasse fazer a aplicação 60/90 dias após a primeira aplicação. Recomenda-se aplicá-lo ao entardecer, quando o trabalho de carregamento das iscas pelas formigas poderá ser feito, inclusive durante o período noturno, sem sofrer interrupção .

INTERVALO DE SEGURANÇA

Não estabelecido devido à modalidade de emprego do produto.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS EM ÁREAS TRATADAS

Não estabelecido devido à modalidade de emprego do produto.

LIMITAÇÕES DE USO

Não aplicar o produto em dias chuvosos ou com prenúncio de chuvas, a fim de se evitar o umedecimento das iscas. O produto acondicionado em saquinhos de 5, 8, 10, 15, 20, 25, 30, 40 ou 50 g, denominados tecnicamente de MIPIS, micro-porta iscas e/ou dosadores específicos não deve ser usado em pastagens.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

É recomendável que o usuário utilize métodos integrados no controle dos diversos problemas. No caso específico de formigas cortadeiras, o controle químico é o mais utilizado mas
outros métodos de controle (ex. Controle Cultural, Biológico, etc.) podem ser utilizados quando disponíveis e apropriados.

- Utilizar somente as doses recomendadas na bula.
- Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para direcionamento sobre as recomendações locais par o MRI.
- Incluir outros métodos de controle de insetos (ex. Controle Cultural, Biológico, etc-) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponível e apropriado.