Bula Óleo Vegetal Nortox - Nortox

Bula Óleo Vegetal Nortox

acessos
Óleo vegetal
7697
Nortox

Composição

Óleo vegetal 930 g/L Ésteres de ácidos graxos

Classificação

Inseticida
IV - Pouco tóxico
IV - Produto pouco perigoso ao meio ambiente
Inflamável
Não corrosivo
Concentrado Emulsionável (EC)
Contato

Citros Dosagem Calda Intervalo Época
Aplic
Terrestre Aérea Aplic Seg
Cochonilha pardinha
(Selenaspidus articulatus)
2 L p.c. / 100 L de água 8 a 9 L de calda / planta - Recomenda-se duas aplicações com intervalo de 30 dias Sem restrições A primeira deve ser feita entre final de Setembro e início de Novembro, quando ocorrem as formas jovens da Cochonilha. A segunda se faz 30 dias após a primeira

Garrafa plástica de 1 litro; Butijão de plástico de 5 e 10 litros; Bombona plástica para 20 e 200 litros.
Garrafa plástica: 1 L
Bombona plástica: 5, 10, 20, 100; 110; 125; 200; 500 e 1000 Litros.
Frasco plástico: 250, 500 e 1000 ml
Tambor plástico: 50, 100, 110, 125, 200 L
Tambor metálico: 50, 100, 110, 125, 200 L
Tambor retornável plástico: 50, 100, 110, 125, 200 L
Isotanque retornáveç IBC plástico: 500 e 1000 L
Tanque estacionário polietileno: 5000, 10000, 15000, 20000, 25000, 30000, 35000, 40000, 45000, 50000, 55000, 60000 L.
Tanque estacionário polipropileno: 5000, 10000, 15000, 20000, 25000, 30000, 35000, 40000, 45000, 50000, 55000, 60000 L.
Tanque estacionário poliéster reforçado com fibra de vidro: 5000, 10000, 15000, 20000, 25000, 30000, 35000, 40000, 45000, 50000, 55000, 60000 L.
Tanque estacionário aço inox: 5000, 10000, 15000, 20000, 25000, 30000, 35000, 40000, 45000, 50000, 55000, 60000 L.

Este produto é um INSETICIDA e ADJUVANTE do grupo químico - Ésteres de ácidos graxos.

INSTRUÇÕES DE USO:

CULTURA E OUTROS USOS:
ÓLEO VEGETAL NORTOX é indicado como inseticida para controle da Cochonilha-Pardinha na cultura de citros e como adjuvante no preparo das caldas de agrotóxicos.

PRAGAS E OUTRAS FINALIDADES:
ÓLEO VEGETAL NORTOX como inseticida tem indicação para o controle da Cochonilha denominada Pardinha (Selenaspidus articulatus) na cultura de Citros. No emprego do produto como adjuvante deve ser adicionado à calda dos inseticidas, acaricidas, fungicidas e herbicidas.

Dose, época e freqüência de aplicação:
ÓLEO VEGETAL NORTOX é aplicado na dose de 2 (dois) litros por 100 litros de água quando utilizado como inseticida no controle da Cochonilha-Pardinha (Selenaspidus articulatus). O volume de calda a ser gasto varia de 8 (oito) a 9 (nove) litros por planta. Recomenda-se duas aplicações de ÓLEO VEGETAL NORTOX para o controle da Cochonilha na cultura do citros. A primeira deve ser feita entre final de Setembro e início de Novembro, quando ocorrem as formas jovens da Cochonilha. A segunda se faz 30 dias após a primeira. No caso do ÓLEO VEGETAL NORTOX ser recomendado como adjuvante das caldas de inseticidas, acaricidas, fungicidas e herbicidas, a dose é de 2 (dois) a 3 (três) litros por hectare. Neste caso o volume de calda, a época e frequência de aplicação devem ser os recomendados para o agrotóxico em que o ÓLEO VEGETAL NORTOX vai ser adicionado.

MODO DE APLICAÇÃO:
ÓLEO VEGETAL NORTOX é um produto emulsionável para ser aplicado na forma de pulverização terrestre, objetivando uma cobertura uniforme de todas as partes da planta. Há necessidade de se manter em funcionamento o sistema de agitação dentro do tanque pulverizador durante a pulverização. O produto deve ser aplicado nas horas mais amenas do dia, com vento não superior a 10 Km / h e temperatura inferior a 30ºC. ÓLEO VEGETAL NORTOX é aplicado através de equipamentos costais manuais ou tracionados e acionados por tratores. São indicados bicos de jato em cone da série D ou X.

Intervalo de Segurança:
No caso do ÓLEO VEGETAL NORTOX ser utilizado como adjuvante, o intervalo de segurança é aquele indicado para o agrotóxico no qual o ÓLEO VEGETAL NORTOX foi adicionado. Quando usado como inseticida a colheita pode ser feita sem restrições para o intervalo de segurança.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NA CULTURA E ÁREA TRATADA:
(De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.)

LIMITAÇÕES DE USO:
- Manter sob agitação constante a calda de pulverização, porque sem agitação o ÓLEO VEGETAL NORTOX se separa do defensivo o que reduz a ação da mistura.
- Não aplicar o produto na época da florada.
- Aplicação deve ser sempre nas horas mais frescas do dia, e preferencialmente em dias nublados.

PRECAUÇÕES GERAIS: Não coma, não beba e não fume durante o manuseio do produto; Não utilize equipamentos com vazamento; Não desentupa bicos, orifícios e válvulas com a boca; Não distribua o produto com as mãos desprotegidas.

PRECAUÇÕES NO MANUSEIO: Se houver contato do produto com os olhos, lave-os imediatamente e VEJA PRIMEIROS SOCORROS; Use luvas de borracha; Ao contato com a pele, lave-a imediatamente e VEJA PRIMEIROS SOCORROS; Ao abrir a embalagem, faça-o de modo a evitar respingos; Use macacão com mangas compridas, chapéu de aba larga, luvas, botas e avental impermeável.

PRECAUÇÕES DURANTE A APLICAÇÃO: Não aplique o produto contra o vento; Use macacão com mangas compridas, chapéu de aba larga, luvas, botas e avental impermeável.

PRECAUÇÕES APÓS A APLICAÇÃO: Não reutilize a embalagem vazia; Mantenha o restante do produto adequadamente fechado, em local trancado longe do alcance de crianças e animais; Tome banho, troque e lave suas roupas.

PRECAUÇÕES DE USO E ADVERTÊNCIAS QUANTO AOS CUIDADOS DE PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE: Este produto é POUCO PERIGOSO (CLASSE IV) ao meio ambiente. Evite a contaminação ambiental - Preserve a Natureza. Não utilize equipamento com vazamentos. Aplique somente as doses recomendadas. Não aplique o produto na época da florada. Não lave o equipamento aplicador em lagos, fontes, rios e demais corpos d'água. Não aplique o produto nas horas mais quentes. Descarte corretamente as embalagens e restos do produto - siga as instruções da bula. Em caso de acidente, siga corretamente as instruções constantes na bula. Este produto é incompatível com enxofre.

INSTRUÇÕES DE ARMAZENAMENTO: Mantenha o produto em sua embalagem original. O local dever ser exclusivo para produtos tóxicos, devendo ser isolado de alimentos, bebidas ou outros materiais. A construção deve ser de alvenaria ou de material não comburente. O local deve ser ventilado, coberto e ter piso impermeável. Coloque placa de advertência com os dizeres: CUIDADO VENENO. Trancar o local, evitando o acesso de pessoas não autorizadas, principalmente crianças. Deve haver sempre sacos plásticos disponíveis, para envolver adequadamente embalagens rompidas ou para o recolhimento de produtos vazados. Em caso de armazéns maiores deverão ser seguidas as instruções constantes da NBR 9843. Observe as disposições constantes da legislação estadual e municipal.

INSTRUÇÕES EM CASO DE ACIDENTES: Contate as autoridades locais competentes e a Empresa. Utilize o EPI (macacão de PVC, luvas e botas de borracha, óculos protetores e máscara). Isole e sinalize a área contaminada. Em caso de derrame siga as instruções:

Piso pavimentado: colocar material absorvente (p.ex. serragem ou terra) sobre o conteúdo derramado e recolher o mesmo com auxilio de uma pá e colocar em tambores ou recipientes devidamente lacrados e identificados. Remover para área de descarte de lixo químico. Lave o local com grande quantidade de água;

Solo: retirar as camadas de terra contaminada até atingir o solo não contaminado, e adotar os mesmos procedimentos acima descritos para recolhimento e destinação adequada;

Corpos d'água: interromper imediatamente o consumo humano e animal e contactar o centro de emergência da empresa, visto que as medidas a serem adotadas dependem das proporções do acidente, das características do recurso em questão e da quantidade do produto envolvido; Em caso de incêndio, use extintores de água em forma de neblina, CO2 ou pó químico ficando a favor do vento para evitar intoxicação.

É recomendável utilizar outros métodos de controle de insetos (ex. Controle Cultural, Biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponível e apropriado.

Qualquer agente de controle de inseto pode ficar menos efetivo ao longo do tempo se o inseto alvo desenvolver algum mecanismo de resistência. Implementando as seguintes estratégias de Manejo de Resistência a Inseticidas (MRI) poderíamos prolongar a vida útil dos inseticidas:
- Qualquer produto para controle de inseto da mesma classe ou modo de ação não deve ser utilizado em gerações consecutivas da mesma praga.
- Utilizar somente as doses recomendadas na bula.
- Sempre consultar um Engenheiro Agrônomo para direcionamento sobre as recomendações locais par o MRI.
- Incluir outros métodos de controle de insetos (ex. Controle Cultural, Biológico, etc.) dentro do programa de Manejo Integrado de Pragas (MIP) quando disponível e apropriado.

Compatibilidade

Não se conhecem casos de incompatibilidade.