Bula Roundup Ready - Monsanto
CME MILHO (SET/20) US$ 3,160 (-23,86%)
| Dólar (compra) R$ 5,31 (1,85%)

Bula Roundup Ready

Glifosato
7604
Monsanto

Composição

Glifosato 648 g/L
Equivalente ácido de Glifosato 480 g/L

Classificação

Terrestre/Aérea
Herbicida
Não Classificado
III - Produto perigoso
Não inflamável
Corrosivo
Concentrado Solúvel (SL)
Não seletivo, Sistêmico

Bag in Box(bolsa plástica de poly-nylon, dotada de conjunto tampa e válvula plástica produzida em polietileno e gargalo roscado em polipropileno): 1; 5; 10 e 20L.

Bag in Box(Bolsa plástica de poly-nylon e/ou polietileno, dotada de conjunto tampa plástica, com selo de alumínio e/ou plástico e válvula plástica produzida em polietileno e gargalo roscado em polipropileno, colocada dentro de uma caixa de papelão): 1; 5; 10; 15 e 20L.

Bombona de plástico em polietileno de alta densidade envolvida por uma proteção metálica (embalagem retornável): 100 e 200L.

Container de polietileno de alta densidade com grade metálica em aço galvanizado em construção soldada e fixada na parte externa do container (embalagem retornável): 500 e 1000L.
Embalagem plástica: 5; 10; 20 e 50L.

Tanque fixo de polietileno de alta densidade: 5000; 10000 e 20000L.

INSTRUÇÕES DE USO

ROUNDUP READY® é um herbicida de amplo espectro para controle de plantas infestantes, desenvolvido pela Monsanto do Brasil Ltda., para uso exclusivo e seletivo em variedades de soja geneticamente modificadas, denominadas Soja Roundup Ready.
Sua aplicação deverá ser feita em área total, em pós-emergência da Soja Roundup Ready, em áreas de plantio direto ou convencional, podendo ser utilizado em aplicação única ou aplicação sequencial.
Em áreas de plantio direto, para manejo das plantas infestantes, antes do plantio da cultura, recomenda-se o uso de herbicidas devidamente aprovados para uso em pré-plantio, de acordo com as suas recomendações de rótulo e bula.
CULTURA: Soja.

Pós-Emergência da Soja Roundup Ready.
PLANTAS INFESTANTES a serem controladas na cultura da soja geneticamente modificada, denominada Soja Roundup Ready (a aplicação do produto deverá ser feita em área total, em pós-emergência da Soja Roundup Ready, em áreas de plantio direto ou convencional, podendo ser utilizado em aplicação única ou aplicação sequencial):

Aplicação Sequencial:
Em áreas de alta infestação e/ou germinação desuniforme das plantas infestantes recomenda-se realizar a aplicação sequencial (duas aplicações):
• A primeira na dose de 1,5 L/ha, até aos 20 dias após a emergência da cultura.
• A segunda na dose de 1,0 L/ha, com intervalo de cerca de 15 a 20 dias entre as duas aplicações.
Em casos específicos de infestação de trapoeraba (Commelina benghalensis), recomenda-se a aplicação sequencial nas doses de 2,0 L/ha na primeira aplicação, seguida de 1,5 L/ha, observando-se as demais recomendações da aplicação sequencial.
Cada litro de ROUNDUP READY® corresponde a 648,0 g do sal de isopropilamina de glifosato ou 480,0 g do equivalente ácido de glifosato.

NÚMERO, ÉPOCA E INTERVALO DE APLICAÇÃO

ROUNDUP READY® deve ser aplicado sobre as plantas infestantes a serem controladas, já germinadas, quando estas estiverem em boas condições de desenvolvimento e sem efeito de “stress hídrico” (falta ou excesso de água). A eficiência do produto começa a ser visualizada entre o 4º e o 10º dia após a aplicação. No caso de aplicação única seguir os estágios de crescimento e épocas do quadro anterior e em aplicação sequencial seguir o diagrama apresentado na bula.
A melhor época para controle das plantas infestantes em pós-emergência é de 20 a 30 dias após a emergência da cultura, quando as invasoras se encontram em estágio inicial de desenvolvimento.
Em áreas de alta infestação de plantas infestantes, recomenda-se realizar a aplicação sequencial, observando-se sempre os menores intervalos recomendados. ROUNDUP READY® não tem ação residual sobre sementes existentes no solo.
ROUNDUP READY®, aplicado de acordo com as recomendações no período adequado, controlará as plantas infestantes, com uma única aplicação ou aplicação sequencial.

MODO DE APLICAÇÃO

Diluir a dose de ROUNDUP READY® indicada para cada situação em água e pulverizar sobre as espécies a serem controladas, podendo ser realizada aplicação aérea ou terrestre.

INTERVALO DE SEGURANÇA

Soja: O intervalo de segurança para a cultura da soja geneticamente modificada, que expressa resistência ao glifosato, é de 56 dias, quando o agrotóxico for aplicado em pós-emergência das plantas infestantes e da cultura.

INTERVALO DE REENTRADA DE PESSOAS NAS CULTURAS E ÁREAS TRATADAS

24 horas após a aplicação. Caso haja necessidade de reentrar nas lavouras ou áreas tratadas antes deste período, usar macacão de mangas compridas, luvas e botas.

LIMITAÇÕES DE USO

O herbicida Roundup Ready® é seletivo quando aplicado sobre as variedades de soja Roundup Ready, conforme as instruções de uso indicadas nesta bula.
A segurança da cultura e a eficiência do controle são garantidos pela Monsanto do Brasil Ltda. apenas para o herbicida e sementes de Soja Roundup Ready adquiridos diretamente das franquias e distribuidores autorizados e utilizados de acordo com as instruções.
O herbicida ROUNDUP READY® não deve ser utilizado sobre variedades de soja que não sejam Roundup Ready ou sobre outras espécies úteis sensíveis.
Observar atentamente ao realizar as aplicações, para que não ocorra qualquer deriva para culturas vizinhas, inclusive soja que não seja resistente ao herbicida ROUNDUP READY®.

Outras restrições:
Sob ameaça de chuva suspenda a aplicação. Caso ocorra chuva nas primeiras 2 horas após a aplicação, a eficiência do produto pode diminuir. Este intervalo de tempo é necessário para a absorção do produto pelas folhas e sua translocação pela planta.
Para assegurar a eficiência é necessário utilizar água limpa, sem argilas em suspensão.
Não aplicar o produto quando as folhas das plantas infestantes estiverem cobertas de poeira.
Nesta situação a ação do produto pode ser prejudicada pela adsorção.
Não capinar ou roçar o mato antes ou logo após a aplicação.
Manusear o produto utilizando apenas recipientes plásticos, fibra de vidro, alumínio ou aço inoxidável. Não armazenar a calda herbicida em recipientes de ferro comum ou galvanizado ou aço comum.

INFORMAÇÕES SOBRE OS EQUIPAMENTOS DE APLICAÇÃO A SEREM USADOS

Equipamentos terrestres:
A aplicação deve ser feita com pulverizadores de barra, com bicos adequados à aplicação de herbicidas, com pressão entre 20 a 40 lb/pol², utilizando-se um volume de água entre 100 a 200 L/ha. Observar que esteja ocorrendo uma boa cobertura da área foliar.

Equipamentos aéreos:
Barra com bicos para aeronaves de asa fixa. Aviões Ipanema, de qualquer modelo.
Volume de calda de 40 a 50 L/ha, altura de voo de 4 a 5 m acima do topo da cultura com faixa de deposição com 15 m de largura e tamanho de gotas entre 110 a 120 µm. Densidade mínima de 20 gotas/cm² (DMV 420 a 450 µ). Utilizar bicos de jato cônico da série D ou similar, com difusores em cone adequados a uma cobertura uniforme sem escoamento do produto, com pressão de 15 a 30 psi.
Na barra de pulverização com total de 40-42 bicos, fechar 4 a 5 bicos da extremidade para evitar influência e arraste das gotas pelo vórtice da ponta da asa. Os bicos da barriga, em número de 8, deverão permanecer abertos e no mesmo ângulo dos demais.
Para outros tipos de equipamentos, consultar o departamento de Desenvolvimento de Produtos da Monsanto do Brasil Ltda.
Condições climáticas:
Temperatura máxima: 28°C;
Umidade relativa mínima: 55%;
Velocidade do vento máx.: 10 km/h (3 m/s).

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pela Saúde Humana – ANVISA/MS.

De acordo com as recomendações aprovadas pelo órgão responsável pelo Meio Ambiente – IBAMA/MMA.

O manejo de plantas daninhas é um procedimento sistemático adotado para minimizar a interferência das plantas infestantes e otimizar o uso do solo, por meio da combinação de métodos preventivos de controle. A integração de métodos de controle: (1) cultural (rotação de culturas, variação de espaçamento e uso de cobertura verde), (2) mecânico ou físico (monda, capina manual, roçada, inundação, cobertura não viva e cultivo mecânico), (3) controle biológico e (4) controle químico tem como objetivo mitigar o impacto dessa interferência com o mínimo de dano ao meio ambiente.

O uso sucessivo de herbicidas do mesmo mecanismo de ação para o controle do mesmo alvo pode contribuir para o aumento da população da planta daninha alvo resistente a esse mecanismo de ação, levando a perda de eficiência do produto e um consequente prejuízo.
Como prática de manejo de resistência de plantas daninhas e para evitar os problemas com a resistência, seguem algumas recomendações:
- Rotação de herbicidas com mecanismos de ação distintos do Grupo G para o controle do mesmo alvo, quando apropriado.
- Adotar outras práticas de controle de plantas daninhas seguindo as boas práticas agrícolas.
- Utilizar as recomendações de dose e modo de aplicação de acordo com a bula do produto.
- Sempre consultar um engenheiro agrônomo para o direcionamento das principais estratégias regionais para o manejo de resistência e a orientação técnica da aplicação de herbicidas.
Informações sobre possíveis casos de resistência em plantas daninhas devem ser consultados e, ou, informados à: Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas (SBCPD: www.sbcpd.org), Associação Brasileira de Ação à Resistência de Plantas Daninhas aos Herbicidas (HRAC-BR: www.hrac-br.org), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA: www.agricultura.gov.br).

GRUPO G HERBICIDA

O herbicida ROUNDUP READY é composto por Glifosato que apresenta mecanismo de ação dos inibidores de EPSP's (Enoil Piruvil Shiquimato Fosfato Sintase), pertencente ao Grupo G, segundo classificação internacional do HRAC (Comitê de Ação à Resistência de Herbicidas).

Corrosivo ao Ferro Comum e Galvanizado.